Colégio Web

Quais são as chances de a Dilma se reeleger em 2014?

Segundo as últimas pesquisas, Dilma Rousseff venceria seus atuais rivais ainda no primeiro turno, porém, sua rejeição só aumenta. Então, o que esperar?

Publicidade

Assim que lançada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a atual presidente do Brasil, Dilma Rousseff, era a verdadeira esperança de um novo país, mais justo, com melhorias na educação e na saúde. Para muitos, a maior expectativa depositada na primeira presidente mulher do Brasil seria por Dilma saber os caminhos da dificuldade, já que participou da luta armada contra a ditadura militar, entre 1964 e 1985. Combatente, quando capturada, Dilma ficou isolada, sendo torturada pelos militares. Porém, se os primeiros dois anos do governo ele teve grande aprovação, seus anos derradeiros estão sob ressalva da população, principalmente neste 2014. Às vésperas da eleição, Dilma Rousseff conta com a rejeição e com uma desconfiança que liga uma parte da população a sua reeleição. A situação preocupa tanto o Partido dos Trabalhadores, que até mesmo o nome de Lula foi relembrado neste momento difícil.

Segundo as últimas pesquisas, Dilma Rousseff venceria seus atuais rivais ainda no primeiro turno, porém, sua rejeição só aumenta. Duas pesquisas realizadas dentro de um mês, pelo Datafolha, instituto de pesquisas ligado à Folha de S. Paulo, a atual presidente caiu cinco pontos percentuais, saindo dos 43% para 38%. O que pode auxiliar Dilma Rousseff é a grande rejeição aos candidatos de oposição. O exemplo está na soma dos dois maiores perigos para a reeleição. Levada em conta a pesquisa publicada em 5 de abril, Aécio Neves (PSDB), está com 16% das intenções de voto, seguido de Eduardo Campos (PSB), com 10%. Somando os dois candidatos chega-se a 26%, ainda longe de Dilma. Mesmo com a somatória dos candidatos nanicos, não daria os 38% Dilma.

Quais são as chances de a Dilma se reeleger em 2014

Com o iniciar da campanha em TV e rádio uma nova oscilação poderá ser vista, mas o que gere este espaço é mesmo a taxa de rejeição entre os candidatos. Dilma vem de escândalos em relação à Petrobrás, além de conviver com o fantasma do mensalão, o esquema de propina que levou à cadeia vários caciques do PT, como José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil, um dos maiores ministérios da república, e José Genoíno, que renunciou ao cargo de deputado federal.

Para a tabela de rejeição, ou seja, lista aquelas pessoas que não votariam de maneira alguma em um candidato podemos ter a ciência de como serpa a eleição para presidente do Brasil em 2014. Dilma Rousseff, Aécio Neves e Eduardo Campos têm cada 33% de rejeição. Logo na sequência vem Marina Silva com 21% e Lula com 19%. Portanto, para se reeleger, Dilma Rousseff deve contar com a ajuda não só de seu fiel eleitos, mas também aqueles que não votariam em Aécio e Campos de jeito nenhum.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados