Colégio Web

Por que o Brasil não tem uma direita competitiva?

Publicidade

Com o Partido dos Trabalhadores no governo federal desde 2003, quando Luiz Inácio Lula da Silva tomou posse como presidente do Brasil, o fato é que para muita gente, a esquerda acabou se mostrando tão ineficiente no país quanto a direita havia se mostrado anteriormente.

Mesmo se levarmos em conta que a natureza do PSDB, que era o partido que estava no governo federal anteriormente havia 8 anos, também não é a direita, o fato é que por serem considerados forças antagônicas dentro do cenário político nacional, o Partido da Social Democracia Brasileira entrou para o imaginário popular como sendo um partido de orientação mais à direita.

Mas a grande verdade é que para muitos, no Brasil pós Ditadura Militar, não houve mais espaço para partidos e políticos que realmente representem a ideologia de direita, sendo que a esquerda virou uma espécie de salvadora do país.

Portanto, vamos entender quais os motivos que levaram o Brasil a simplesmente não ter uma direita competitiva e capaz de bater de frente em pé de igualdade com os partidos de esquerda ou de centro-esquerda.

Ditadura

Resquícios da Ditadura

Para explicar o que levou à uma direita tão pouco representativa e praticamente incapaz de reagir diante da escalada da ideologia de esquerda no país, será necessário entender que o país passou por um período de Ditadura Militar, onde o alvo principal do regime eram os comunistas, estudantes e sindicalistas, que de fato, foram os únicos que lutaram contra as agruras do regime.

Com isto, se criou uma aura que ainda perdura até os dias de hoje que indica que os partidos e os políticos que professam uma ideologia de esquerda (ou pelo menos próxima dela) já seriam melhores do que os direitistas, que para muitos, representam os resquícios da Ditadura.

E mesmo com o distanciamento da Ditadura Militar, que representou um atraso de praticamente 20 anos para o país, e mesmo apesar dos escândalos de corrupção sem paralelo na História do país que foram protagonizados pelos petistas no poder (vide Mensalão), o fato é que essa aura ainda persiste.

Direita Brasil

Portanto, a direita brasileira acabou ficando muito ligada ao regime militar, e com isso, qualquer um que se diga defensor da direita no país (mesmo sem entendê-la de fato) rapidamente é execrado pelos demais.

Com isto, a direita brasileira acabou ficando sem representatividade dentro das fileiras mais jovens, que não conseguem se enxergar nos velhos lideres dos partidos mais ligados a ela, o que mostra que para se tornar mais competitiva, a direita brasileira precisa primeiro se assumir, para depois direcionar suas atenções para os mais jovens, que atualmente estão mais ligados às ideologias de esquerda.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados