Colégio Web

Brasil e Cuba – Como funciona essa parceria?

Publicidade

Muitas questões ideológicas afloram quando se fala das relações entre Brasil e Cuba, especialmente nos últimos 10 ou 12 anos, quando o PT (Partido dos Trabalhadores) chegou ao poder na esfera federal.

Pois à parte com as questões ideológicas, é interessante tentar entender como de fato funciona essa parceria entre Brasil e Cuba, principalmente pelo fato de que, ao menos em tese, ela é uma das poucas parcerias verdadeiramente bilaterais de que se tem notícia.

Como é o acordo Brasil e Cuba?

Brasil Cuba

Em 27 de janeiro de 2014, quando a presidente Dilma Rousseff estava em visita ao país caribenho, o ministro da saúde brasileiro, Alexandre Padilha, assinou uma carta que estabeleci uma parceria bilateral entre Brasil e Cuba.

Esta parceria se daria no âmbito da saúde, especialmente para o desenvolvimento de medicamentos contra o câncer e outras doenças autoimunes, o que pode ser considerado muito bom, especialmente para o Brasil, já que Cuba é considerado um país referência na área da saúde.

Além disso, a parceria entre os dois países também se dará no âmbito econômico, já que um acordo para a construção de um porto no país caribenho se daria com a ajuda financeira do BNDES, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social do Brasil.

Este porto ficará localizado em Mariel, que fica a aproximadamente 45 km de distância de Havana, a capital de Cuba, e deverá ter importância estratégica para ambos os países, além de gerar muitos empregos por lá.

Empresas brasileiras já demonstraram grande interesse em operar no futuro porto de Mariel, o que indica que de fato se trata de um acordo bilateral, já que ambas as economias terão dividendos.

Aeroporto em Cuba

Cuba Brasil

Além do porto de Mariel, o BNDES também irá financiar outra grande obra de importância logística fundamental para Cuba, o novo aeroporto de Havana, que deverá ficar pronto em alguns anos.

O montante emprestado pelo BNDES para financiar a construção do porto de Mariel será de 684 milhões de dólares, sendo que o montante emprestado para a construção do aeroporto de Havana será de 360 milhões de dólares.

Pois ideologias à parte, o fato é que estas duas notícias causaram estranheza dentro do Brasil, especialmente depois que a Copa do Mundo da FIFA, foi feita por aqui com grandes dificuldades de deslocamento por causa dos aeroportos “jurássicos” que estão espalhados pelo Brasil inteiro.

Portanto, o fato é que esta parceria bilateral entre Brasil e Cuba talvez tenha alguma natureza ideológica, mas talvez tenha algum tipo de retorno importante do ponto de vista estratégico para o Brasil em alguns anos, mas a verdade é que é importante tentar entender.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados