Colégio Web

Afeganistão

Publicidade

Afeganistão 

A Geografia do País 

Área: 652.225 km². Seco e montanhoso, mas com vales férteis. Esta terra estratégia tem sido disputada por impérios estrangeiros rivais por 3000 anos aproximadamente. 

População: 23.000.000 (aprox.) 

Ano

População

Crescimento anual

Densidade

2000

22.720.000

+2.93%

35 por km²

2010

32.902.000

+2.58%

50 por km²

2025

44.934.000

+1.95%

69 por km²

(Os refugiados afegãos em 2000 chegaram a 1.400.000 no Irã, 2.200.000 a 3.000.000 no Paquistão e em menor número em várias localidades do mundo. Em 1999 foram 6.500.000.

Capital: Kabul, com 2.700.000 habitantes.
A capital tem sido destruída pela extensa guerra civil. Outras cidades: Kandahar com 420.000 habitantes, Mazar-e-Sharif com 270.000. Taxa de urbanismo: 22% 

Povos e Línguas 

70 povos etno-lingüísticos

Indo-iranianos (86.8% do país)
O maior: Pashtun (Pathan) 9.700.000, depois Tajik 4.000.000; Hazara/Aimaq (de origem turca) 1.800.000. Outros de fala persa: 770.000; Baluch 260.00; Povos Nuristani (11) 250.000 

Povos de língua turca (10.7% do país)
10 povos. Uzbek 1.800.000; Turcomeno 520.000 

Outros povos (2.5% do país)
Brahui 240.000; Pashai 160.000.
 
Alfabetização: 10-31% (índice bem menor entre as mulheres) 

Língua oficial: Pashto (usada por 50% da população), Dari (afegã persa, 35%). 50 línguas ao todo. 

Línguas com Escrituras: 2 com NT e 3 com Porções da Bíblia.

Economia
Assolado por 22 anos de guerra. A região rural foi bombardeada e minada; metade das moradias, a maior parte do complexo sistema de irrigação e uma alta proporção do gado foram destruídos. O ópio é a principal e mais lucrativa colheita agrícola (o Afeganistão é o maior produtor do mundo), a qual tem sido paga com armas para as facções da guerra. A recuperação tem sido retardada pelo extremismo radical do governo Talibã, e pelos danos ambientais e estruturais infligidos nesta trágica terra. 

Política
A monarquia foi destronada em 1973. O governo republicano terminou em golpe marxista em 1978. Depois foram invadidos pela União Soviética. Dez anos de guerra terminaram com a retirada humilhante das forças soviéticas em 1988-989. A guerra civil entre as facções étcnicas e religiosas continua causando danos enormes. O extremismo islâmico Talibã (principalmente Pashtun) assumiu o controle sobre 90% do país até 2001. Sanções da ONU em 2001 isolaram o país ainda mais. 

Religião O controle pelo Talibã no país tem imposto uma interpretação rígida do Islamismo no mundo de hoje. Os resultados têm sido devastadores para a economia e para as mulheres na sociedade. Todos os afegãos precisam cumprir os códigos restritos nas vestimentas, barba, educação e observação da lei "sharia". A pouca liberdade religiosa que existia foi abolida. 

Religiões

% População

Adeptos

Crescimento anual

Islamismo

97.89

22.241.015

+2.9

Zoroastrianismo

1.50

340.806

+2.9

Hinduísmo

0.35

79.521

+0.2

Étnicas tradicionais

0.10

22.720

+2.9

Baha’I

0.10

22.720

Sem inform.

Cristianismo

0.02

3.000

Sem inform.

Sikh

0.02

4.544

+2.9

Sem religião

0.01

2.272

+2.9

Os não muçulmanos podem ser bem menos do que acima listado. Nenhuma igreja cristã é permitida. O número de cristãos afegãos é estimado entre 1.000 e 3.000. Alguns obreiros cristãos expatriados recebem permissão para servir em programas sociais.

(Nenhum censo ou pesquisa étnica criteriosa foram feitos. Os números são estimativas.) 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados