Colégio Web

Dinâmica do M.H.S.

Publicidade

Introdução

Nesta parte do curso iremos estudar a causa do M.H.S e fazer algumas considerações. Irão ser apresentados alguns sistemas mecânico, como pêndulo simples e sistema massa-mola leve, que genericamente são chamados de osciladores harmônicos.

Força no M. H. S.
Considerando a cinética do M.H.S, podemos dizer que a aceleração do ponto material que faz esse movimento em uma trajetória retilínea, possui uma direção da trajetória e tem seu módulo e sentido dados por:

Está mesma equação determina que o valor algébrico da força seja proporcional à elongação, ou seja, ao afastamento do ponto material da posição de equilíbrio, possuindo assim o sinal invertido, como nos mostra a figura abaixo:

A força que é responsável pelo M.H.S, é sempre orientada para o ponto 0, ou seja, sempre para o centro da trajetória. 

Quando x = 0, ou seja, móvel no ponto 0, tem-se que F = 0, com isso dizemos que o ponto 0 é a posição de equilíbrio da partícula. 

A equação indica a força de restituição, ou seja, força que possui sentido contrário ao deslocamento do seu ponto de ebulição, sendo assim do tipo elástica, ou seja, força que possui um módulo que é proporcional ao valor total do deslocamento do seu ponto de aplicação. Portanto podemos concluir que a força responsável pelo M.H. S é a força de restituição do tipo elástica. 

A constante K é considerada uma característica escalar do sistema mecânico que aplica no ponto material uma força que produz o M.H. S, sendo assim chamada de constante de força do sistema ou constante elástica do sistema.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados