Colégio Web

O caudilhismo

2A História chama de caudilhos aqueles indivíduos que vivem da política enquanto fortes lideranças de diferentes nações, mas que acabam exercendo o poder com aspectos bem populistas, a partir de ações carismáticas, autoritárias ou mesmo autocráticas. Um caudilho pode ser associado como um tirano ditador.

Publicidade

De acordo com estudiosos, as correntes caudilhistas estão mais presentes na região da América Latina, especialmente naquelas nações que foram colonizadas pela Espanha. Do ponto de vista histórico, os líderes caudilhos acabaram se formando a partir dos processos de independência nos países latino-americanos e suas respectivas colônias. Muitos desses políticos nada mais eram do que senhores donos de terra que quiseram impor seus direitos acima de qualquer outro grupo ou coletividade.

Aqui no Brasil, tais forças da cena política podem ser bastante observadas a partir de políticos cuja origem remonta ao setor elitista agropecuário e do pólo cafeicultor. Tais senhores modificavam as leis, organizavam seus exércitos e impunham suas posturas autoritárias de forma a privilegiar seus interesses políticos e pessoais ao longo de vários mandatos.

Brasil: governo de Getúlio Vargas

01O mundo republicano enquanto sistema de nação trouxe importantes. Países como os Estados Unidos e a própria França acompanharam tais mudanças. Já nos países latino-americanos, o inverso acabou acontecendo e, depois do poder dos regimes monárquicos, mais autoritários passaram a ser os governos liderados por caudilhos.

Em combate a esse tipo de controle, havia os diversos grupos que clamavam pela independência das nações e defendiam os regimes republicanos e o incentivo ao desenvolvimento agroindustrial ou mesmo do comércio de produtos manufaturados. Assim, com impulsos econômicos, mais empregos seriam criados e o país passaria por novos ciclos de desenvolvimento.

O grande problema estava no fato dos primeiros caudilhos buscarem o apoio da massa populacional a partir de ações de carisma. Com o argumento de que as ações dos seus governos atingiam a coletividade, os caudilhos mantinham-se com políticas populistas e também garantiam economias estáveis e mais empregos. As camadas mais baixas da população sempre apoiavam os caudilhos. Aqui no Brasil, um exemplo do caudilhismo foi o governo de Getúlio Vargas. Mesmo com vários avanços, inclusive nos aspectos que dizem respeito aos trabalhadores, o getulismo acabou se perpetuando por uma longa ditadura.

Nos vizinhos Bolívia, Peru, Guatemala, Haiti, Paraguai, Venezuela, Nicarágua e Uruguai também se viu vários aspectos e personagens do caudilhismo. Mesmo sendo um programa arcaico, muitos estudiosos da ciência política ainda asseguram que o caudilhismo continua muito forte na América Latina.

E você, concorda com esses estudiosos? O que tem observado nos regimes políticos da América Latina? Dê a sua opinião ou construa dúvidas sobre o conteúdo.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados