Busca Digite o que você quer buscar:  
Home » Trabalhos Escolares » Português » Orações Coordenadas » Classificação das orações coordenadas
Postado em 31/05/2012 17:54, atualizado em 01/10/2015 09:30

Classificação das orações coordenadas

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

2As orações coordenadas existem em períodos compostos por mais de duas orações. Elas podem estar ligadas por sentidos ou podem estar funcionando de forma independente. Uma conjunção ou vírgula fará a ligação para que elas também possam ser compreendidas quando estiverem separadas. Observe os exemplos.

A aluna acordou cedo e começou a fazer os testes

Há um sentido individual nesta oração: A aluna acordou cedo. A aluna começou a fazer os testes.

Oração coordenada assindética e sindética

1Assindética: quando não ocorre ligação por meio de conjunção, mas sim por pausas geralmente marcadas por vírgulas.
Observe: “Minha filha não quer trabalhar, dançar, criar independência.

Sindética: quando é ligada por uma conjunção coordenativa. A partir da conjunção usada, a oração sindética pode subdividida em aditiva, adversativa, alternativa, conclusiva e explicativa.

Minha filha quer trabalhar e dançar, porque tem interesse de ser independente.

Aditiva: está sendo adicionada a orações anteriores. Possui conjunção coordenativa aditiva ou uma locução conjuncional chamada de coordenativa aditiva. Exemplos: e, nem, também, bem como, não só…mas também, não só…como também, tanto…como, não só…mas ainda, não só…bem como, assim…como, etc.

Adversativa: demarca oposição às orações anteriores. Requer vírgulas e podem ser marcadas por locuções conjuncionais: mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto, não obstante, nada obstante, antes, ainda assim, etc.

Alternativa: em relação às orações anteriores, passa a transmitir ideia de alternância. Caso seja uma única oração, a vírgula pode sumir. Se são várias, não. Observe as locuções conjuncionais: ou, ou…ou, já…já, ora…ora, quer…quer, seja…seja, nem…nem, etc.

Conclusiva: ideia conclusa. Uso de vírgulas, com as seguintes conjuncionais: logo, pois, portanto, assim, por isso, por consequência, por conseguinte, consequentemente, de modo que, desse modo, então, etc.

Explicativa: explicará ideias das orações anteriores, também sendo obrigatória a vírgula: que, porque, porquanto, pois, na verdade, isto é, ou seja, a saber, etc.


Publicidade

Recomendados para você

Comentários

Publicidade