Colégio Web

Dia da Consciência Negra – 20 de Novembro

Para compreendermos todo o significado do Dia da Consciência Negra, precisamos recuar um pouco, na História, até chegar aos tempos de Zumbi. Venha conosco!

Publicidade

Para compreendermos todo o significado do Dia da Consciência Negra, precisamos recuar um pouco, na História, até chegar aos tempos de Zumbi.

Esse foi o grande personagem da história, para o Movimento Negro. Isso porque foi o líder do Quilombo – ou “povoado”, na língua Banto – dos Palmares – localizado na capitania de Pernambuco, em área correspondente hoje ao Estado de Alagoas -, além de herói da resistência contra a escravidão. Segundo estudiosos, seu nascimento data do século XVII – mais precisamente, no ano de 1655 e era descendente de guerreiros oriundos de Angola.

Dia da Consciência Negra

Foi mantido cativo, ao ser capturado por soldados, ainda garoto, em uma das comunidades do Quilombo. Foi, então, entregue ao padre Antonio Melo, da localidade de Porto Calvo. Como fora criado por esse religioso, acabou sendo por ele letrado e detinha bom conhecimento tanto de português, quanto de latim – cultura absolutamente rara, para negros desse momento histórico – tudo isso com apenas 12 anos de idade. Foi batizado com o nome de Francisco. Há registros, em cartas, do padre Antonio se correspondendo com um amigo e louvando toda a capacidade intelectual do jovem. Já no ano de 1670 – aos 15 anos – acabou fugindo da casa do padre e retornou a seu Quilombo. Com o tempo, destacou-se na liderança de outros negros que lá viviam e recebeu o nome de Zumbi, porque seu significado é: força do espírito presente.

Esse nome, Palmares, que o Quilombo recebeu de portugueses, se deveu ao número de palmeiras que ficam na Serra da Barriga. Para os habitantes locais, o Quilombo era Angola Janga – Angola Pequena. Com o tempo, além de negros, o lugar abrigou também brancos desprovidos de dinheiro, índios e mestiços.  Lá era um misto de comunidade e comércio – com plantio de plantavam-se frutas, milho, mandioca, feijão, cana, legumes, batatas-, que ainda era foco de resistência ao colonizador, que era escravagista. Segundo indícios, Palmares existiu – e resistiu – por quase um século, entre os anos de 1600 e 1695. Era o maior do país, chegando a 11 povoados, em na década de 1660. Sua capital tinha o nome de Macaco, sendo localizada na própria Serra da Barriga.

dia_da_consciencia_negra

Com o tempo, o Quilombo passou a ser visto como uma ameaça à colônia e à sua estabilidade política, portanto, para eliminar o local foram convocados bandeirantes paulistas, como Domingos Jorge Velho, que foi até lá, aparelhado com mais de 9 mil homens, além de armamento pesado, como canhões e outros. Traído por um companheiro de Quilombo, Antônio Soares, foi encontrado e morto no dia 20 de novembro de 1695.

A partir do ano de 2003, por meio da lei 10.639, de 9 de janeiro, foi incluído, na data da morte de Zumbi, o feriado do dia 20 de novembro, com o nome de Dia Nacional da Consciência Negra, sendo dedicado à reflexão sobre a posição e importância do negro na sociedade do Brasil.  Tal lei também exige que sejam ensinados tanto a história quanto a cultura negras nas escolas, no intuito de resgatar todas as informações e riquezas culturais trazidas pelo povo africano, ao Brasil.

Veja também: Curiosidades sobre a Consciência Negra

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados