Colégio Web

Redações do Enem 2015 tiveram relatos pessoais de violência

Publicidade

Um dos assuntos que mais despertou interesse durante a realização do Enem 2015 foi o tema escolhido para a Redação, que teve como principal discussão a violência cometida contra as mulheres. Nesta semana, o ministro da educação, Aloizio Mercadante, confirmou que os avaliadores das redações encontraram uma série de relatos de violência.

Redações do Enem 2015 tiveram relatos pessoais de violência

De acordo com as informações que foram divulgadas pelo MEC, algumas redações traziam relatos de violência que tinham sido cometidas contra elas mesmo. Já em outras redações existiam relatos de pessoas que foram testemunhas de casos de violência contra as mulheres.

Ao se deparar com, pelo menos, 55 redações com relatos pessoais de violência, o MEC afirma que entrou em contato com os órgãos de proteção à mulher para entender que tipo de medidas poderiam ser tomadas. Para preservar a identidade das candidatas que relataram suas experiências, o MEC optou apenas por orientar as pessoas a procurarem ajuda pelo telefone 180.

“Tivemos redações em que as mulheres descreviam cenas de violência em que foram vítimas ou testemunhas. Não sabemos necessariamente se aquele texto é um depoimento, mas tudo indica que sim”, afirmou o ministro durante uma coletiva de imprensa.

O ministro afirmou que a decisão por não entrar diretamente em contato com as candidatas foi tomada para preservar a vida delas, já que eles não teriam como saber quais pessoas teriam acesso ao e-mail das mesmas.

Balanço das notas

Redações do Enem 2015 tiveram relatos pessoais de violência 2

Com relação do desempenho geral dos candidatos nas redações deste ano, apenas 104 candidatos conseguiram obter a nota máxima na redação. 53 mil pessoas acabaram zerando a redação. A grande maioria ficou no grupo que tirou notas entre 501 e 600 pontos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados