Colégio Web

Professores de SP montam tenda para pressionar negociação durante greve

Publicidade

Os professores que fazem parte da rede estadual de ensino de São Paulo, que estão em greve desde o dia 13 de março, promoveram uma série de ações no dia de ontem (25) com o objetivo de pressionar uma negociação com os representantes do poder público. Uma das novas ações foi uma tenda montada na frente da sede da Secretaria de Educação do Estado.

Professores de SP montam tenda para pressionar negociação durante greve

De acordo com as informações que foram divulgadas pelas lideranças da greve, os professores ficarão ali acampados até que a secretaria resolva atender as demandas da classe. A expectativa do sindicato é de que pelo menos 200 professores se revezem no local com o objetivo de manter o acampamento.

A partir deste acampamento os professores pretendem realizar mais atividades ao longo dos dias com o objetivo de chamar a atenção da pasta. O objetivo também passa a ser conseguir o apoio das pessoas de um modo geral, uma vez que a Praça da República, onde os professores estão acampados, é um ponto de grande circulação da cidade de SP.

Para hoje, a partir das 18 horas, está marcada uma vigília para pedir a abertura das negociações.

Pauta

Professores de SP montam tenda para pressionar negociação durante greve 2

Os professores do estado de São Paulo estão pedindo um aumento salarial de 75,33%, sendo este o principal item da pauta dos docentes. Além disso o sindicato pressiona a secretaria pelo desdobramento das salas de aula, que estariam superlotadas. Outra solicitação da categoria é acabar com a contratação de professores de forma temporária, que teria passado de uma solução paliativa para um procedimento recorrente.

Uma nova assembleia também está marcada para a próxima sexta-feira, dia 27.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados