Colégio Web

Professores de São Paulo ganham novas formas de progressão

Publicidade

Os professores que pertencem a rede municipal de ensino da cidade de São Paulo ganharam uma nova forma de progressão na carreira. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Ensino de SP que regulamentou as alterações na última quinta-feira. De acordo com as novas propostas, os professores poderão ganhar aumento de acordo com os seus títulos acadêmicos e projetos de inovação, além do tempo de serviço prestado.

Professores de São Paulo ganham novas formas de progressão

Quando o professor completa o seu 23º ano de trabalho na rede municipal de ensino ele pode pedir a chamada primeira referência, sendo que esta representa um aumento de 6,5% no seu salário. Além disso, os professores pode pedir a outra referência a partir do 24º ano de carreira.

A Secretaria de educação terá uma tabela que vai informar aos professores as pontuações que serão atribuídas para cada graduação ou pós que forem de interesse para a área da educação. Outros tipos de trabalhos referentes a área também poderão ser levados em consideração na hora de conceder um aumento de salário para o professor. Dentre eles estão os cursos de extensão, os aperfeiçoamentos ou trabalhos de autoria individual.

Professores de São Paulo ganham novas formas de progressão 2

Uma novidade deste novo projeto é que a secretaria também vai passar a levar em consideração inovações pedagógicas ou de gestão, que seriam projetos implementados pelos professores e que deverão passar por uma avaliação para serem levados em consideração.

Sindicato não concorda

Apesar das alterações, os representantes da classe não concordam 100% com o novo projeto. De acordo com as informações que foram divulgadas em nota emitida pelo sindicato, com isso os professores não poderão escolher entre os critérios de tempo de carreira ou de títulos acadêmicos para a progressão.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados