Colégio Web

Ministro da educação quer mudar currículo do ensino médio

Publicidade

O Ministro da Educação, Cid Gomes, retomou esta semana um assunto que está sendo debatido há alguns anos: a necessidade de uma forma no currículo do ensino médio brasileiro. Esta etapa da educação é vista como um dos principais problemas que precisam ser enfrentados no sistema de educação brasileiro, especialmente por causa da grande quantidade de alunos que acabam desistindo durante o curso.

Ministro da educação quer mudar currículo do ensino médio 2

Uma das ideias defendidas pelo ministro é a redução da duração total do Ensino Médio, que poderia passar de três para apenas dois anos. Além disso, também existem uma série de estudos e ideias para enxugar o currículo, unificando determinadas matérias para que os alunos conseguisse concluir em menos tempo.

Mudanças não resolveram os problemas

Vale lembrar que o Ensino Médio já passou por diversas mudanças, sendo que uma das últimas alterações mais impactantes aconteceu no ano de 2000, quando foram lançados os Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio com o objetivo de reorganizar a base curricular para integrar os alunos ao mundo contemporâneo nas dimensões fundamentais da cidadania e do trabalho.

Mas 14 anos depois da mudança as reclamações ainda seguem sendo muito parecidas com as de antes da mudança. Muitos especialistas defendem que um currículo muito extenso simplesmente acaba não sendo atrativo para os jovens. Além disso, existe ainda uma preocupação muito com a quantidade do conteúdo, em detrimento da qualidade e da capacidade dos professores em fazerem com que os estudantes conectem o que se passa dentro da sala de aula com o mundo lá fora.

Ministro da educação quer mudar currículo do ensino médio

Uma outra crítica feita ao atual modelo do ensino médio é a grande influência que as grandes instituições de ensino superior acabam tendo no programa como um todo. Alguns especialistas acreditam que os vestibulares da USP, Unicamp e Unesp acabam definindo o modelo de ensino médio no Brasil inteiro.

Educadores defendem que o ensino médio deve estar mais próximo da realidade de todos os estudantes, e não apenas daquela minoria que vai entrar em uma Universidade considerada referência no país.

O prazo colocado pelo Ministério da Educação para promover uma reorganização do ensino médio no Brasil é de dois anos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados