Colégio Web

MEC quer implementar política de conteúdo digital nas escolas

Publicidade

O Ministério da Educação está estudando a implementação de uma grande política pública para as escolas em relação aos conteúdos digitais que poderiam ser oferecidos para os estudantes. A ideia é utilizar a força dos estudantes universitários de determinados cursos para criarem conteúdos digitais que potencializem a capacidade de aprendizado dos alunos, ao mesmo tempo que inserem eles no mundo digital.

MEC quer implementar política de conteúdo digital nas escolas

De acordo com Maria Beatriz Luce, secretária de educação básica do MEC, a ideia é criar uma série de incentivos para que as universidades, os estudantes universitários e os grupos de pesquisa consigam desenvolver este tipo de conteúdo para os estudantes de nível fundamental. A ideia é avançar no projeto ainda este ano.

Fomento as inovações

O Ministério da Educação está preocupado em fornecer as ferramentas necessárias para o desenvolvimento científico e tecnológico dos estudantes e do país como um todo. A ideia é trabalhar para que as pessoas consigam também pensar em formas de inovação no campo da educação.

O projeto deve entrar na cota dos investimentos que serão possíveis a partir do Plano Nacional de Educação, que obriga a União a gastar pelo menos 10% de todo o PIB produzido na área. Com isso uma série de novos projetos que poderão acabar ganhando o incentivo do governo.

Atrasos em projetos anterior

MEC quer implementar política de conteúdo digital nas escolas 2

Enquanto o Ministério da Educação está pensando em novos projetos para inserir a tecnologia no dia a dia dos estudantes  e dos professores, alguns projetos que já foram aprovados e que já deveriam estar acontecendo estão atrasados.

É o caso de um projeto que visava entregar aos professores dos anos finais do ensino fundamental, do 6º ao 9º ano, tablets que seriam utilizados dentro da sala de aula e também como forma de planejar as aulas com a tecnologia mais inserida no dia a dia deles.

Mas apesar do projeto ter sido anunciado no final do ano passado com um grande barulho do governo, o governo alega não ter previsão de quando isso vai acontecer.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados