Colégio Web

MEC confirma segunda edição do Fies em 2015

Publicidade

Os estudantes que não conseguiram financiamento através do Fies terão uma nova chance ainda este ano. O MEC confirmou nesta segunda-feira, dia 8, que as inscrições serão reabertas para novos contratos ainda este ano. A decisão foi confirmada durante um programa de entrevistas com a participação do ministro Renato Janine Ribeiro.

MEC confirma segunda edição do Fies em 2015

“É com muita alegria que anuncio que teremos, em 2015, a segunda edição do Fies. Novos contratos de financiamento serão possíveis”, afirmou ele, através de um comunicado transmitido pelas redes sociais alguns minutos antes da entrevista. A data de início das inscrições ainda não foi confirmada, mas acontecerá no segundo semestre.

O Ministro também não confirmou a quantidade de vagas no programa de financiamento que será aberta pelo Fies deste segundo semestre de 2015. Barbosa afirmou que haverá mudanças nos critérios de seleção, mas também não entrou em maiores detalhes sobre o assunto durante a entrevista.

Já nas redes sociais o ministro apenas confirmou algumas das mudanças que já haviam sido aplicadas no Fies do primeiro semestre deste ano. A prioridade será para os estudantes que estiverem cursando faculdades com nota 4 e 5 nos indicadores de qualidade do MEC. Outra prioridade será para os alunos que estiverem matriculados em instituições das regiões Norte e Nordeste.

Pessoas com necessidades especiais também serão priorizadas. E uma regra que começará a valer neste processo seletivo é a concessão de financiamento somente para aqueles estudantes que tenham uma renda familiar de até 20 salários mínimos.

Problemas em 2015

MEC confirma segunda edição do Fies em 2015 2

O Fies sofreu uma série de problemas durante este ano de 2015. O governo anunciou, em cima da hora, uma série de mudanças, começando pela exigência de uma nota mínima no ENEM. Depois disso vieram os problemas no sistema que acaram impedindo os estudantes de realizarem o aditamento deste primeiro semestre.

Por último o governo anunciou uma série de cortes no orçamento que acabaram afetando as matrículas. Uma série de medidas na justiça foram tomadas para que o MEC abrisse novamente as inscrições para novos contratos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados