Colégio Web

Matrículas no ensino superior público apresentam menor crescimento

Publicidade

Os números de matrículas efetivadas no ensino superior público no Brasil crescem nos últimos anos, mas dados divulgados esta semana mostram que o ritmo de expansão de novos estudantes no ano passado foi o menor registrado em comparação ao ano de 2012. As informações foram confirmadas pelo Ministério da Educação.

Matrículas no ensino superior público apresentam menor crescimento

O relatório divulgado pelo Ministério da Educação nesta terça-feira, dia 09, revela que o Brasil atualmente conta com 1.932.527 matrículas no ensino superior, o que acaba revelando um crescimento de 35,1 mil matrículas se comparado ao ano de 2012, ou seja, 1,85% a mais. O crescimento das matrículas entre os anos de 2011 e 2012 apresentou um crescimento de 7%, cerca de 124 mil inscrições a mais.

Movimento natural

De acordo com o Ministro da Educação, Henrique Paim, o movimento de desaceleração do crescimento, quando falamos em matrículas do ensino superior público no Brasil, é natural. “Quando chegamos num determinado patamar, o ritmo tende a diminuir. É natural que ocorra isso, porque vínhamos de um volume de matrículas relativamente baixo [no início dos anos 2000]”.

Outros números

Matrículas no ensino superior público apresentam menor crescimento 2

O relatório também revelou algumas informações interessantes sobre o cenário atual da educação superior no Brasil. No ano de 2013 houve uma queda no número de alunos que conseguiram entrar nas instituições de ensino pública através de processo seletivo vestibular, o que é explicado pelo aumento da participação do ENEM na seleção dos novos alunos.

A grande maioria dos estudantes de nível superior no Brasil ainda estão no setor privado. Até o final do ano passado eram 7.305.977 estudantes matriculados no ensino superior e o total das matrículas, que junta os índices das instituições públicas com as privadas, também registrou um crescimento menor do que nos anos anterior, ficando em 3,81%.

Enquanto isso, a modalidade de Ensino a Distância no Brasil segue em alta. Do total de matrículas dos estudantes de nível superior no Brasil, 15,7% são na modalidade EaD. No ano de 2003 as matrículas neste segmento eram de 1,26%.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados