Colégio Web

Instituição de Goiás é investigada pela suspeita de comercialização de cursos sem aval

Publicidade

Mais de mil estudantes podem ter sido vítimas de um grande esquema fraudulento no estado de Goiás. De acordo com as informações que foram repassadas pela polícia do estado, foi aberta investigação em uma instituição de ensino na cidade de Santo Antônio do Descoberto.

capture-20140814-122043

A instituição de ensino que está sendo investigada não teve o seu nome revelado pela polícia por causa do andamento do inquérito, mas tudo indica que ela cobrava a matrícula e a mensalidade de alunos que estavam inscritos em cursos que não tinham qualquer tipo de autorização do Ministério da Educação.

Como o curso não era reconhecido pelo MEC, os alunos recebiam um diploma falsificado. Os cursos eram tanto na modalidade de graduação quanto na modalidade de pós-graduação. A suspeita inicial revela que o esquema fraudulento pode ter levantado um valor total de R$ 4 milhões.

Diplomas falsos

A Polícia decidiu não revelar o nome da instituição por entender que não existe risco de novos golpes uma vez que a empresa não está oferecendo mais os cursos. Todos os programas de ensino eram realizados na modalidade EaD, sendo que os alunos tinham pelo menos uma aula presencial por semana para cumprir a carga horária exigida.

capture-20140814-122138

Atualmente a polícia informa que o dono da instituição e seu sócio estão foragidos.

Um outro esquema que a polícia também investiga envolvendo a mesma empresa envolve servidores públicos. Foi aberto um inquérito administrativo, que acabou sendo investigado também pela polícia, quando uma grande quantidade de servidores passou a apresentar diplomas desta instituição de ensino para aumentar o seu salário.

Nas buscas que foram feitas na casa do dono da instituição a polícia encontrou computadores, impressoras e o material utilizado para imprimir os diplomas falsificados.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados