Colégio Web

Escrever à mão pode ajudar nos estudos

Publicidade

Hoje em dia muitas pessoas já estão perdendo o hábito de escrever com canetas e lápis em virtude da popularização dos computadores e outros dispositivos eletrônicos nos quais as pessoas acabam digitando as mensagens. Mas um estudo divulgado recentemente revela que escrever da forma convencional pode ajudar muito na hora dos estudos.

noticia4409

De acordo com relatórios divulgados recentemente, tanto crianças quando adultos conseguem fixar o conteúdo mais facilmente quando elas escrevem no papel utilizando uma caneta ou lápis. E a atividade não precisa nem ser feita dentro da sala de aula, vale principalmente para os momentos de estudo em casa.

O estudo foi publicado pela revista científica “Trends in Neuroscience and Education”. Os responsáveis por conduzir os estudos dividiram um grupo de crianças em três, sendo que o primeiro era ensinado a traçar as letras manualmente, o segundo formava as letras a partir do desenho por cima de linhas pontilhadas e o terceiro tinha que identificar a letra em um teclado convencional de computador.

Durante os estudos os cientistas utilizavam equipamentos de ressonância magnética para conseguir monitorar como o cérebro reagia as atividades. Nos que tinham que escrever a letra sem nenhum auxílio, nem das linhas pontilhadas e nem do teclado do computador, a atividade era cerebral era maio.

Além disso, o estudo também cita alguns outros apontamentos que mostram que os estudantes das universidades que faziam anotações escritas ao invés das anotações no computador conseguiam reter melhor o conteúdo do que era falado pelo professor.

Tarefas complexas

DSC05721

Pode não parecer para as crianças que conseguem ser alfabetizadas no período correto, mas ler e escrever não deixa de ser uma tarefa cognitiva bastante complexa. É por isso que as pessoas adultas que não conseguem aprender a ler e escrever quando são crianças acabam tendo muitas dificuldades para aprender. Também é por isso que exercícios de leitura e escrita são fundamentais para as pessoas mais idosas, evitando doenças mentais características da idade.

 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados