Colégio Web

Cidade da Grande SP reduz a merenda dos alunos da rede municipal de ensino

Publicidade

Parece que os estudantes da rede pública de ensino municipal da cidade de São Bernardo do Campo, na Grande SP, terão que passar por uma dieta forçada. As instituições de ensino fundamental reduziram as merendas oferecidas para os alunos. O motivo principal seria tentar evitar o desperdício e também combater a obesidade.

Cidade da Grande SP reduz a merenda dos alunos da rede municipal de ensino

De acordo com as informações que foram levantadas junto aos funcionários das escolas, todos receberam orientações para tirar pelo menos uma das refeições oferecidas em cada turno. Os estudantes que frequentam a escola pela manhã recebem apenas o almoço, servido às 10 horas. Já aqueles que estudam de tarde não recebem mais almoço, apenas um lanche, servido às 15 horas.

Os pais dos estudantes afetam reclamam da decisão, afirmando que além dos cortes nos lanches, mesmo as merendas que ainda permanecem no dia foram reduzidas. O lanche da tarde, por exemplo, seria composto apenas por três biscoitos de maisena e café com leite.

Muitos pais reclamam que estão notando uma redução no desempenho dos alunos. Além disso muitos acabam reclamando de fome durante o período de aulas.

Resposta da prefeitura

Cidade da Grande SP reduz a merenda dos alunos da rede municipal de ensino 2

Quando questionada, a prefeitura da cidade de São Bernardo do Campo alega que não cortou a merenda dos alunos, mas readequou a comida oferecida de acordo com as necessidades nutricionais dos alunos.

“Observamos que, ao ofertar duas preparações (café da manhã e almoço ou almoço e lanche quente), os horários praticados nas unidades escolares não garantem um intervalo adequado para a digestão dos alimentos e propiciam o desperdício”, alegou em nota os representantes da secretaria de educação da cidade.

Além disso a prefeitura alega que toda mudança foi feita com base nos resultados de uma pesquisa que teria mostrado que os alunos dobravam as refeições, especialmente o almoço, comendo tanto em casa quanto na escola.

Um outro ponto polêmico levantado pela prefeitura foi o fato deles terem contatado, através de avaliações antropométricas, que os alunos da rede municipal apresentam um alto índice de sobrepeso e obesidade.

 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados