Colégio Web

Brincadeiras e jogos que envolvem cartas e tabuleiros são excelentes exercícios para o cérebro

Publicidade

Todos os estudantes que conseguem realmente se comprometer com seus estudos visando algum grande objetivo, como entrar em uma faculdade concorrida, por exemplo, acaba se sentindo culpado quando deixa os livros um pouco de lado para se divertir. Mas especialistas alertam que este tempo é fundamental para o próprio desempenho dos estudantes. Além disso, determinadas diversões podem ajudar ainda mais os estudantes.

SONY DSC

Uma pesquisa chefiada por Paulo Bertolucci, chefe do setor de Neurologia do Comportamento da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), garante que determinados jogos, especialmente os envolvendo tabuleiros ou cartas, pode ser extremamente benéfico para o cérebro.

Segundo os pesquisadores, tanto os jogos de cartas quanto os que envolvem tabuleiros e que possuem regras mais complexas ajudam os jogadores na hora de calcular diferentes possibilidades e decidir uma determinada estratégia. Portanto estes jogos acabam ajudando no desenvolvimento de uma série de conexões entre os neurônios, o que consequentemente ajuda nos estudos de um modo geral.

Outros passatempos

poker

Além dos jogos de cartas e também de tabuleiro, os estudantes também podem aproveitar um pouco mais o seu tempo livre com determinados passatempos, e desta forma manter uma rotina de estudos paralelas, como se fosse um treinamento para o cérebro.

Um exemplo são os exercícios de lógica. Se antigamente estaS atividades poderiam ter um caráter mais tradicional, hoje em dia é possível encontrar bons desafios até mesmos em aplicativos para smartphones e tablets, no formato de jogos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados