Colégio Web

Brasileiras vencem concurso de ideias promovido pela Universidade Harvard

Publicidade

As estudantes brasileiras Georgia Gabriela da Silva Sampaio, de Feira de Santana (BA), e Raíssa Müller, de Novo Hamburgo (RS), estão entre as selecionadas em um importante programa de incentivo a projetos inovadores promovido por uma das instituições de ensino mais respeitadas do planeta, a Universidade Harvard. Além das brasileiras mais três estudantes foram premiados, vindos do Sri Lança, Nepal e Filipinas.

Brasileiras vencem concurso de ideias promovido pela Universidade Harvard

O programa chamado “Village to Raise a Child” (significa “Vila por Trás do Jovem”) tem como principal objetivo incentivar o surgimento de novos projetos que tenham alto poder de impacto na comunidade onde os estudantes vivem. O programa é organizado por um grupo de alunos, ex-alunos e professores da instituição.

Diagnóstico da Endometriose

Um dos projetos vencedores, da estudante Georgia Gabriela, tem como principal foco a pesquisa e o desenvolvimento de um método de menos invasivo e mais barato para o diagnóstico da endometriose, doença que surge no organismo das mulheres. A ideia é tentar diagnosticas a doença através de um simples exame de sangue.

De acordo com as informações que constam no projeto de Georgia, é possível diagnosticar a doença através de marcadores biológicos que depois vai ser adaptado para um exame de sangue.

Absorvente de óleo

Brasileiras vencem concurso de ideias promovido pela Universidade Harvard 2

O outro projeto brasileiro que acabou ganhando destaque foi o da estudante Raíssa Müller, estudante do ensino médio técnico em química. A ideia da aluna foi a criação de uma espécie de esponja que pode ser utilizada em casos de vazamentos no mar e que conseguiria ter um grande poder de absorção do óleo.

A estudante desenvolveu a sua ideia a partir do criptomelano, que é um mineral que ainda é pouco conhecido, mas tem como principal característica o fato de ser poroso. Para conseguir chegar no resultado desejado a estudante aumentou o tamanho dos poros e posteriormente fez uma cobertura de silicone para conseguir repelir água e absorver o óleo.

As duas estudantes levarão suas ideias vencedoras para o campus de Harvard, em Novembro, onde terão a oportunidade de apresentar os projetos em seus detalhes para a comunidade cientifica local.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados