Colégio Web

Brasileira de 15 anos de idade começa a estudar em Harvard

Publicidade

Estudar no exterior é o sonho de muitos jovens brasileiros, principalmente nas instituições que são consideradas referências no cenário mundial, como é o caso da Harvard nos Estados Unidos. Pois uma jovem com 15 anos de idade, brasileira, está realizando o seu sonho de começar a estudar na prestigiada instituição.

Brasileira de 15 anos de idade começa a estudar em Harvard 2

A Giovana Shammass, jovem de 15 anos moradora da cidade de Santos, localizada na região litorânea do estado de São Paulo, foi selecionada para fazer parte de um curso de verão disponibilizado pela Universidade de Harvard. O programa cursado pela menina é o de Introdução a Relações Internacionais e Filosofia.

Processo seletivo

A menina conseguiu entrar no curso com base em todo o seu histórico escolar, já que as universidades norte-americanas não selecionam os seus estudantes apenas com base no desempenho específico em uma prova.

“A possibilidade de participar de um programa como este é construída ao longo da vida escolar. Durante o processo de admissão, eles solicitam bom histórico de notas, cartas de recomendação da escola e de professores, apresentação de trabalhos escritos, além de termos de comprovar proficiência em inglês. A escola onde estudo no Brasil mantém parceria com uma universidade americana, a Texas Tech, oferecendo a opção de formação complementar no High School (ensino Médio americano), que também estou cursando. Isso ajudou muito no processo de admissão”, explica Giovana.

giovana_editada2

A estudante explica também que o processo seletivo foi apenas um esforço inicial, revelando que as rotinas de estudos em Harvard também são muito intensas. A menina revela que tem aulas, duas vezes por semana, de cada um dos cursos que estou frequentando, mais os workshops sobre vários temas, alguns dos quais obrigatórios, outros facultativos que ela sempre frequenta.

Além da experiência de ensino, a menina também confirma que conhecer outras pessoas, de outros países, na universidade é muito interessante e ajuda no crescimento profissional.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados