Colégio Web

Aumenta quantidade de estudantes que desejam fazer graduação no exterior

Publicidade

Com o aumento da quantidade de vagas disponíveis no ensino superior para os estudantes aqui no Brasil, somado aos programas que facilitam o acesso dos mais pobres as instituições de nível superior privadas, os alunos brasileiros estão expandindo seus horizontes. Está aumentando a quantidade de alunos que desejam cursar a graduação fora do Brasil.

Aumenta quantidade de estudantes que desejam fazer graduação no exterior

São vários os motivos apontados pelos estudantes que desejam sair do Brasil e cursar a faculdade em países estrangeiros, sendo a qualidade do ensino a que acaba encabeçando a lista. Mas algumas preocupações relativamente novas acabaram entrando na pauta de quem deseja dar continuidade aos estudos, como a perspectiva de greves intermináveis nas instituições públicas consideradas referência no Brasil.

Estudando fora

De acordo com números revelados pelo Instituto de Educação Internacional, no ano letivo correspondente aos anos de 2013/2014 haviam 5.097 alunos brasileiros fazendo a graduação completa nos Estados Unidos, o que corresponde a um total de 9% em comparação ao ano anterior.

Já quando o estudo amplia o seu raio de atuação e inclui os alunos de intercâmbios, especialização e também os estudantes de pós-graduação, o aumento em relação ao período letivo anterior aumenta para 43%.

Dicas para quem deseja estudar no exterior

Aumenta quantidade de estudantes que desejam fazer graduação no exterior 2

Os estudantes que desejam fazer a graduação no exterior devem tomar esta decisão desde cedo. É preciso uma dedicação completa e exclusiva no Ensino Médio, já que as universidades no exterior, na sua maioria, avaliam o histórico completo do aluno, e não apenas os resultados obtidos em uma prova.

É necessário também que o estudante consiga se dedicar para o aprendizado do idioma estrangeiro. Existem uma série de testes de proficiência, como o TOEFL para a língua inglesa, que são exigidos pelas universidades para que os alunos de fora do país sejam aceitos.

Além de tudo isso, os estudantes também devem dedicar parte do seu tempo de ensino médio nas chamadas atividades extracurriculares, que são programas relacionados a atividadesArtísticas, Esportivas, Sociais, Comunitárias e Empreendedoras. É importante que os alunos não apenas façam parte destes projetos, mas também reúnam provas dos resultados obtidos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados