Colégio Web

Aluna de cidade de São Paulo terminará ano letivo em casa depois de ser agredida

Publicidade

Um caso de violência nas escolas acabou chamando a atenção pelas suas consequências graves. Uma menina de 13 anos de idade, moradora da cidade de Sorocaba, no interior de São Paulo, terá que terminar o restante do ano letivo em casa. O motivo: as agressões que sofreu dentro da escola estadual na qual é matriculada.

Aluna de cidade de São Paulo terminará ano letivo em casa depois de ser agredida

De acordo com as informações que foram divulgadas, a menina acabou perdendo muitas aulas no decorrer do ano letivo, e a melhor solução encontrada foi acompanhar o restante das aulas na sua própria residência. A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo confirmou a alteração na rotina de estudos da menina e declarou que está acompanhando o caso de perto.

Agressão

A menina, estudante da 7ª série, acabou sendo agredida por uma outra menina de 16 anos de idade. O caso aconteceu na 2ª semana de setembro, na saída da escola estadual Hélio Del Cistia, no Jardim São Guilherme, zona Norte de Sorocaba. A menina agredida chegou a ficar desacordada no chão, em frente da escola, devido à gravidade da agressão. Ela chegou a perder três dentes no total.

Aluna de cidade de São Paulo terminará ano letivo em casa depois de ser agredida 2

Os pais da menina agredida disseram que gostariam de mudar ela de escola, mas como estão no final do ano já eles acabaram desistindo da ideia.

Estudos

A menina agora seguirá um cronograma montado especialmente para ela, sendo acompanhada por uma equipe pedagógica da própria escola. A modalidade de estudos na qual o estudante não precisa sair da sua casa está prevista na LDB (Lei de Diretrizes e Bases) da educação em casos considerados excepcionais.

 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados