Colégio Web

A economia e a sociedade persa

Publicidade

Dario I, rei de Persa, incentivou o comércio e a agricultura, levando o Império Persa ao auge. Um novo modelo monetário foi estabelecido no império e ficou conhecido como dárico, moeda em ouro e prata, de peso estável, com a imagem do rei. Com isso, o comércio se desenvolveu consideravelmente.

1O conflito entre as tribos pastoras e agricultoras deu origem ao Império Persa. A massa popular, constituída pelos agricultores, pastores e artesãos poderia ser recrutada para a guerra, por isso ocupavam uma posição social acima dos escravos.

Para garantir mais riqueza e desenvolvimento, o imperador Ciro, da Pérsia, quis iniciar a expansão daquela região. Em pouco tempo, o exército de Ciro conquistou grandes áreas. Os imperadores que o sucederam, Cambises e Dário I, foram dando continuidade a tais políticas, as fronteiras passaram a ser ampliadas e em determinado momento o povo persa já estava próximo do Egito, na região do vale do rio Indo.

De forma natural, várias rebeliões também acabaram surgindo nesse período. Tinham objetivos separatistas e eram reações dos povos dominados. Para que o território tivesse unidade e os imperadores mantivessem o poder, Dario I acabou dividindo o império Persa em províncias. Eram chamadas de satrapias e vários funcionários se ocupavam de administrá-las. Eram os sátrapas.

O declínio da civilização persa

A ambição de Dario I começou a prejudicar o povo persa. Isso se deu por volta de 490 a. C, quando o imperador queria conquistar a Grécia. Acabou sendo derrotado em vários espaços dos gregos, que estavam unidos a partir das orientações de Atenas. O filho de Dario I, conhecido como Xerxes, também tentou subjugar algumas regiões da Grécia. Mas, não obteve sucesso nas campanhas conhecidas como Guerras Greco-Pérsicas.

Com o declínio do poder persa na Grécia, os imperadores tiveram que reconhecer que os gregos dominavam o Mar Egeu e a Ásia Menor. Além desse processo de declínio militar, muitas revoltas passaram a acontecer, assim como brigas políticas entre os representantes dos persas. O controle do império começou a ruir. Em 330 a. C., Alexandre Magno acabou subjugando os persas e teve início o domínio macedônico naquela região.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados