Colégio Web

Origem dos números romanos

Publicidade

Todo mundo já deve ter se deparado com a numeração romana em algum momento da vida, afinal de contas, ela é muito utilizada para designar coisas importantes, como capítulos de livros, entre outras coisas.

Será que todo mundo sabe exatamente qual é a origem dos algarismos romanos? Então para ajudar a responder a esta pergunta nós vamos mostrar em detalhes qual é a verdadeira origem dos famosos números romanos. Vamos ver!

Desenvolvimento

Origem números romanos

Como já era de se supor, os algarismos romanos têm suas origens na Roma Antiga, quando se desenvolveu uma forma de identificação matemática simples que foi usada em praticamente todo o Império.

De constituição simples, o conjunto de algarismos romanos é composto de apenas 7 letras maiúsculas presentes no chamado alfabeto latino. São elas as seguintes letras: I, V, X, L, C, D e M.

Para entendimento simples, o I significa unus, ou seja, o número 1, ao passo que o V significa quinque, ou seja, o número 5, enquanto o X significa decem, que é o número 10, o L significa quinquaginta, que representa o número 50, o C significa centum, que é o número 100, o D significa quingenti, que é o número 500 e por fim o M, que significa mille, ou seja, o número 1 mil.

Para que outros números sejam representados de maneira bem clara, é bem simples, bastando inserir outros algarismos, sempre começando do maior valor, e procurando seguir a regra que indica que: algarismos com valor menor ou igual posicionados à direita devem ser somados ao algarismo de valor maior.

Há também a regra que indica que algarismos com valor menor que estão posicionados à esquerda deverão ser subtraídos do algarismo com valor maior.

Origem dos números romanos

A inexistência do zero

O mais curioso é que por simplesmente não conhecerem a existência do número zero, que só seria introduzido muito depois pelos árabes, os romanos simplesmente não tinham um equivalente em seu sistema de numeração.

Isto se dava também pelo fato de que para os romanos, o numeral de menor valor seria sempre o 1.

Há também a curiosidade que envolve o número 4, já que ele é conhecido no mundo todo dentro do sistema dos algarismos romanos como sendo representado da seguinte forma: IV. Mas há registros que mostram uma forma de representação diferenciada mais arcaica: IIII.

Esta última, apesar de pouco conhecida, é muito vista em relógios que costumam apresentar as horas por meio de algarismos romanos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados