Colégio Web

Dia da Juventude Constitucionalista de São Paulo – 23 de Maio

Publicidade

Para quem nasceu em São Paulo, o feriado de 9 de julho é um dos mais importantes, afinal de contas, é o feriado da Revolução Constitucionalista de 1932, quando os paulistas se levantaram contra a ditadura do gaúcho Getúlio Vargas.

Este dia, o 9 de julho, que está tão presente em monumentos e em avenidas da cidade de São Paulo, por exemplo, também é conhecido como sendo o Dia do Soldado Constitucionalista, além de também ser lembrado apenas como o Dia da Revolução.

E hoje, outra data é muito lembrada pelos historiadores paulistas, o dia 23 de maio, que representa o Dia da Juventude Constitucionalista, que não é feriado, mas que representa muito para o movimento e para a História paulista. Vamos saber mais!

M.M.D.C.

Juventude COnstitucionalista

Muita gente acaba se esquecendo deste detalhe, mas o chamado estopim para a Revolução Constitucionalista de 1932 em São Paulo foi algo ocorrido num dia 23 de maio de 1930.

Neste dia, forças policiais entraram em conflito com jovens estudantes nas ruas de São Paulo, depois que estes jovens revolucionários contrários ao governo getulista decidiram invadir uma célula de jovens estudantes que apoiavam este governo.

No conflito, 4 jovens acabaram sendo mortos pela polícia: Mario Martins de Almeida, Euclides Miragaia, Dráusio Marcondes de Sousa e Antônio Camargo de Andrade, que eram mais conhecidos como Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo, dando origem à sigla que seria símbolo da Revolução Constitucionalista de 1932, o M. M. D. C.

A homenagem mais do que justa

MMDCDepois de um embate entre os revolucionários paulistas e as forças do governo getulista que durou de 9 de julho de 1932 até 2 de outubro do mesmo ano, os paulistas, que estavam em menor número e que contavam com menos armas, acabaram por se render.

Mas em 1934, no entanto, o governo de Getúlio Vargas acabou por promulgar uma Constituição, que acabou sendo encarada pelos paulistas como uma vitória, já que era por ela que eles tanto clamavam.

Mas voltando aos 4 jovens mortos naquele dia 23 de maio de 1930, e que emprestaram seus nomes para o movimento constitucionalista paulista, a verdade é que eles acabaram sendo homenageados.

Uma das mais importantes avenidas de São Paulo, a Avenida 23 de Maio, recebeu este nome por conta dos 4 jovens, e esta data é lembrada, mesmo não sendo um feriado, como o Dia da Juventude Constitucionalista até os dias de hoje.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados