Colégio Web

Vida e obras de José de Alencar

Publicidade

A literatura brasileira teve como um dos maiores escritores de todos os tempos, ilustríssimo representante e um dos principais nomes da nossa literatura, Jose de Alencar.  Vamos comentar sobre a vida de Jose de Alencar, suas obras mais importantes e o que representou para a literatura brasileira e os movimentos literários.

A vida de Jose de Alencar

Os ideais da política sempre estiveram presentes em sua vida, pois cresceu ouvindo o pai que era senador. Era filho de Jose Martiniano de Alencar e Ana Josefina de Alencar. Nasceu em Fortaleza onde passou grande parte da sua infância. Morou no Rio de Janeiro, estudou e se formou em direito, foi jornalista, político e escritor.  Seus primeiros trabalhos como escritor foi por meio de folhetins, mais tarde criou a revista “Ensaios Literários”, como jornalista atuou no “Correio Mercantil” e no “Diário do Rio de Janeiro”.

Jose de Alencar

Ele foi muito elogiado na época por seus companheiros e teve o seu talento reconhecido pela Academia Brasileira de Letras ocupando a cadeira de número 23. Teve como amigo o tão ilustre escritor Machado de Assis.  Faleceu ainda jovem aos 48 anos de tuberculose e nos deixou obras que são verdadeiras joias da literatura nacional. Essas obras são lidas por renomados autores e por estudantes como você.

Os movimentos literários de Jose de Alencar

Jose de Alencar em suas obras teve grande influência dos povos portugueses e em toda a Europa iniciava-se o movimento do romantismo. Esse movimento teve duas fases: a primeira fase e a segunda fase do modernismo.  Ele ainda em suas fases retrata expressões e estilos do realismo. No Brasil, o romantismo se acentua juntamente com a chegada da Corte Portuguesa.  O país se desenvolve e a literatura cresce com a expansão da imprensa, e os primeiros escritos surgem em folhetins.

Estilo de Jose de Alencar

José de Alencar

Em suas obras podemos destacar uma linguagem nacional e que ao mesmo tempo era inovadora e repleta de novos vocábulos. Seus temas são reais como o regionalismo, traição, o triângulo amoroso; retratava a cultura de um povo, suas tradições, suas crenças e histórias; e idealiza a cultura do povo indígena e as misturas de raças. O índio é o símbolo nacional, enquanto o homem branco é dito como o vilão (nacionalismo do índio). Retrata a fauna do país com espírito nacionalista, usa a sensibilidade, a razão misturada com a emoção, a disputa do bem e do mal e a imaginação predomina em sua obra.

Obras mais importantes do José de Alencar

  • Em 1856 – “Cinco Minutos”;
  • Em 1857- “A Viuvinha” e o “O Guarani”;
  • Em 1862 – “Lucíola”;
  • Em 1865 – “Iracema”;
  • Em 1874 – “Ubirajara”;
  • Em 1875 – “Senhora”.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados