Colégio Web

Quais são os elementos estruturais da narrativa?

Os elementos estruturais de uma narrativa são: enredo, ação, tempo, espaço, foco narrativo, personagem e recursos de expressão utilizados pelo narrador.

Publicidade

Antes de aprendermos quais são os elementos estruturais de uma narrativa é interessante entendermos o que é narrar!

Narrar vai muito além de contar ou relatar fatos, histórias e acontecimentos. Narrar possui um sentido mais amplo e complexo. A narrativa foi estudada por pesquisadores que queriam entender a forma, a estrutura, a base de uma perfeita narrativa. Chegaram à conclusão de que o homem narra desde que aprende a falar, desde que entende o significado da fala e da escrita. Escrever com coerência não é nada fácil, pois a língua possui uma estrutura definida assim como a narrativa, que deve seguir os seus elementos, a sua estrutura e suas características.

A narrativa faz parte do cotidiano do ser humano, narramos tudo aquilo que ocorre, em determinado tempo, espaço, em que temos um foco, uma história a ser narrada ou um acontecimento. Como, por exemplo, o noticiário na TV, a conversa entre amigos, a leitura de um texto ou de um livro. Para que possamos entender o que se quer transmitir é preciso que todos os elementos da narrativa estejam organizados entre si, a fim de que possamos obter uma análise do que foi transmitido, o entendimento interior, a lógica.

Elementos estruturais da narrativa

Elementos da NArrativa

Os elementos estruturais de uma narrativa são: enredo, ação, tempo, espaço, foco narrativo, personagem e recursos de expressão utilizados pelo narrador. A seguir elucidaremos alguns dos elementos.

A história são os acontecimentos em si, que são contados ou escritos a partir da utilização do tempo, do espaço, dos personagens e do foco narrativo garantindo uma sequência lógica (início, meio e fim).

A ação é o modo que contamos ou narramos à história. Alguns acontecimentos dentro de uma história ganham ênfase e são condutores de ação, ou seja, na narrativa é preciso que os fatos sejam contados ou escritos com conflitos geradores de ação. É preciso que os acontecimentos saiam da rotina, ou de meros atos corriqueiros, e que gerem conflitos e situações inusitadas em determinado tempo.

O tempo é definido de três formas distintas: o tempo cronológico (é aquele que conseguimos marcar no relógio); tempo psicológico (é aquele que se passa dentro do personagem em que revive suas emoções, suas lembranças); e o tempo narrativo (que é o tempo que o narrador utiliza para narrar ou contar os fatos).

O espaço pode ser físico (espaço exterior) ou psicológico (espaço interior).

O foco narrativo é a forma com que contamos os acontecimentos na narrativa. É o foco ou podemos defini-lo também como o ponto de vista ou ponto principal da narrativa. Podemos usar o foco narrativo em primeira ou terceira pessoa. Em primeira pessoa, o narrador é o personagem principal; em terceira pessoa o narrador é um dos personagens, participa dos acontecimentos e conta o que se passa com as demais personagens.

O personagem é a figura com quem se passa a ação.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados