Colégio Web

Ressonância (deslocalização de elétrons)

Publicidade

5. Ressonância (deslocalização de elétrons)

É possível que a representação de um mesmo composto por fórmulas os seus núcleos na mesma posição, porém com a posição dos elétrons de valência diferente.
As estruturas contribuintes ou formas canônica são as estruturas prováveis, não havendo existência física dessas estruturas. Portanto podemos concluir que não ocorre um equilibrio dinâmico entre as estruturas.
Observe abaixo as possíveis estrututas de benzeno: 

A seta de duas pontas apresentada na figura acima, mostra que as duas estruturas (A e B), são consideradas estruturas canônicas, indicando assim um fenômeno da ressonância.

Considerações importantes: • A estrutura verdadeira do benzeno é o que há de intermediário entre A e B e não A e B;
• No benzeno, não há uma oscilação entre as estruturas A e B;
• O benzeno se baseia diretamente em uma estrutura intermediária existente entre as estruturas A e B;
• É importante sabermos que não é necessário que as propriedades das estruturas intermediárias sejam médias aritiméticas das estruturas canônicas.

Por exemplo: 

Benzeno
A distância C – C = 140Å
Essa medida não é aritmética das distâncias, pois a medida das ligações simples e duplas são:1, 54Å e 1,34Å.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados