Colégio Web

A atualização da lei de Lavoisier – massa transformando-se em energia

Publicidade

3. A atualização da lei de Lavoisier – massa trás formando-se em energia

Quando Albert Einstein constituiu a Teoria da Relatividade pensou que pudesse ocorrer a transformação da massa em energia ou o contrário.

Einstein por resoluções aritméticas chegou à equação

E = m . c2 ou ∆E = ∆ m . c2

Onde

∆ E = variação de energia
∆ m = variação de massa
c = velocidade da luz no vácuo = 3 x 108m/s. 

Porém, essa fórmula comprometeu a lei de Lavoisier, mas com fundamento, por exemplo, o surgimento do calor deve estar relacionado à perda de determinada quantidade de energia, ou o contrário, aumenta a massa aumenta a energia.

As teorias de Einstein e de Lavoisier discordam, pois a de Einstein diz que a matéria pode ser criada ou destruída, a partir de uma energia, e a teoria de Lavoisier diz que em uma reação química a massa é conservada. 

As posturas das variações das massas são muito pequenas em uma reação química, isso na teoria de Einstein. 

Observe

2H2 + O2 → 2H2O
4g + 32g → 36g (?)
(massa aproximada)

Ocorre liberação de 136 800 calorias ou 136 800 cal x 4,2 J/ cal = 5,7 x 105J. 

Aplicando a equação de Einstein: 

A partir dessa equação conclui-se que: a liberação das 136 000cal resultará na perda de 6,3 . 10-9 g.

De maneira geral diremos que na equação:

Portanto podemos concluir que mesmo considerando a Teoria de Einstein, a lei de Lavoisier também pode ser levada em consideração, pois na explicação dos fenômenos ela está totalmente correta. É importante lembrarmos que somente em reações nucleares que não pode ser utilizada a lei de Lavoisier.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados