Colégio Web

Giberelinas

Publicidade

14. Giberelinas 

Giberelinas são hormônios que promove o crescimento de vegetais com anormalidade. 

Esta substância foi descoberta no Japão, no ano de 1926, quando o cientista Kurosawa estava pesquisando plantas de arroz que cresciam constantemente e descobriu que a substância que provocava este crescimento era proveniente do fungo Giberella fujikuroi

Kurosawa chamou esta substância de Giberelina. Posteriormente foram descobertas outras substâncias genéricas da Giberelina, que no total já somam mais de 20. 

Grande parte dos vegetais produz este hormônio, com exceção das plantas anãs, que são as mais sensíveis á giberelina. 

• Estrutura química 

• Produção 

A produção das giberelinas ocorre em várias partes do corpo do vegetal, como, frutos, folhas jovens, embriões de sementes jovens, sementes em germinação, etc. Geralmente a síntese da giberelina ocorre no mesmo local donde a auxina foi sintetizada. 

• Transporte 

Apesar de a produção ocorrer no mesmo local, o transporte da giberelina é o inverso da auxina, ele é apolar, ou seja, ocorre sem a polarização. Ela é transportada pelo floema do ápice até a base. 

• Ação 

Caule 

A ação das giberelinas é sobre o caule, promovendo o seu alongamento.

Folhas 

As folhas também passam por um processo de alongamento, quando são submetidas ao tratamento de Giberelinas. 

Fruto 

No fruto também ocorre o mesmo, a giberelina provoca o aumento de seu tamanho.
Quando o tratamento com a giberelina é feito em flores já fecundadas, podendo formar frutos partenocárpicos.

Semente 

A utilização de giberelinas interrompe o estado de dormência das sementes e das gemas laterais, fazendo com que ocorra a germinação.
 
Floração 

O uso das giberelinas induz o processo de floração e conseqüentemente a formação de frutos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados