Colégio Web

Crise do Império Romano

Publicidade

O Império Romano era um dos mais poderosos que existia, sua república durou 500 anos, mas por causa o conflito que houve com Júlio César, em Mário e Sulla. 

O motivo da crise do império romano se deu pelo fato de internamente terem ocorrido problemas internos que foram crescendo e fizeram com que atingisse também o “lado de Fora” de Roma.

Durante muito tempo por causa da Revolução Industrial, Roma levava a economia em abundância, mas no inicio dos séculos III, IV, E V, a inflação subiu bastante, fazendo com que houvesse a crise do terceiro século, que acarretou ao declínio da moeda, falta de fundos para comprar os escravos, fazendo com que houvesse poucas pessoas para produzir. 

A população diminuiu, muitas pessoas saiam de suas casas para morar no campo para eles próprios produzirem sua própria fonte de alimentação.

Com pouca resistência, os Romanos tiveram poucos recursos para investir em armas, e suprimentos, fazendo com que ficasse mais fácil o ataque dos bárbaros

Depois que o cristianismo começou a fazer parte do Império Romano, muitos historiadores acreditam que a partir desse momento, Roma começou a sofrer sua queda lentamente.

Em 476 d.C. houve ainda um ultimo imperador foi deposto por tropas e mercenários, o nome desse imperador era Rômulo Augústulo, que serviu a Átila Huno, recebeu o trono de seu pai, porque o mesmo havia derrotado outro Imperador que se chamava: Júlio Nepos. Essa deposição acarretou em uma Drástica mudança tanto social, quando econômica.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados