Colégio Web

O que foi o Genocídio Armênio?

Publicidade

A História humana é recheada de momentos simplesmente horrendos, com massacres e genocídios de povos inteiros, e momentos de escravidão e guerras que tiraram as vidas de muitas pessoas.

Pois um dos muitos genocídios ocorridos na História humana é o chamado Genocídio Armênio, que também pode ser chamado por alguns de holocausto armênio, ou também de massacre dos armênios. Vamos conhecê-lo um pouco mais sobre esta tragédia.

Obra do Império Otomano

O que foi o Genocídio Armênio

Entre os anos de 1915 e 1923, por obra do Império Otomano, um número impressionante de armênios foi deportado à força de dentro do território imperial e também outro número não menos impressionante foi massacrado pelo governo.

Tudo isto ocorreu com maior intensidade durante o período em que o Império Otomano foi governado pelos chamados Jovens Turcos, que durou de 1915 a 1917.

A ideia clara e terrivelmente cruel era a de simplesmente exterminar e eliminar qualquer presença, tanto física, quanto cultural dos armênios de dentro do território do Império Otomano.

Além disto, também se pretendia acabar com qualquer influência econômica deste povo, bem como também acabar com qualquer tipo de influência religiosa que ele pudesse exercer dentro dos domínios otomanos.

Principais características

O Genocídio Armênio teve como sua principal característica a brutalidade terrível que era vista durante os massacres, em que famílias inteiras eram mortas das formas mais cruéis possíveis.

Além disto, também marcou o Genocídio Armênio a utilização das marchas forçadas para deportações, que expulsaram do território do Império Otomano milhares e milhares de famílias inteiras de armênios.

Além dos armênios, o Genocídio Armênio também teve como vítimas outros povos, como os assírios e também os gregos, que também sofreram, tanto com os massacres, quanto com as deportações forçadas impostas pelo governo dos Jovens Turcos.

Genocidio Armenio

A importância histórica

Apesar de não ser tão conhecido quanto o famoso Genocídio de Judeus da Segunda Guerra Mundial, o Genocídio Armênio é simplesmente o segundo mais estudado de todos, perdendo justamente para o ocorrido com os judeus na Alemanha Nazista.

E para os historiadores, é correto afirmar que de fato se tratou de um genocídio, já que há fortes indícios que reforçam que houve de fato um plano friamente organizado para dar prosseguimento à eliminação dos armênios das terras do Império Otomano.

Os números, no entanto, divergem, já que há fontes que indicam que 600 mil pessoas morreram no processo, ao passo que há outras fontes que indicam um número bem maior, superior a 1,8 milhão de pessoas.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados