Colégio Web

Lugares históricos marcados pela Segunda Guerra Mundial

Publicidade

A Segunda Guerra Mundial é, sem sombra de dúvidas, o mais fascinante conflito da História da humanidade, superando, inclusive a Primeira Guerra Mundial, que tecnicamente foi até mais cruel do que ela em números de mortos.

O que talvez desperte mais o interesse das pessoas pela Segunda Guerra Mundial é sem sombra de dúvidas a presença de figuras icônicas e grandes líderes carismáticos de ambos os lados do conflito, como o terrível líder nazista Adolf Hitler, ou o líder fascista Benito Mussolini, ou o Primeiro-Ministro britânico Winston Churchill, entre outros.

Mas nas próximas linhas, nós vamos falar de outra coisa importante dentro do contexto da Segunda Guerra Mundial: os seus lugares históricos, que ficaram para sempre marcados pela crueldade do conflito.

Portão de Brandemburgo

Lugares históricos marcados pela Segunda Guerra Mundial

Construído sob encomenda pelo rei Frederico Guilherme II da Prússia como uma espécie de arco do triunfo neoclássico, o Portão de Brandemburgo está localizado na entrada de Berlim, na Alemanha.

Foi construído entre os anos de 1788 e 1791, e sofreu muitos danos durante a Segunda Guerra Mundial, tendo que ser restaurado entre os anos de 2000 e 2002 pela Fundação de Conservação dos Monumentos de Berlim.

Até os dias de hoje, no entanto, é possível ver os furos das balas em suas paredes e pilastras, como forma de fazer com que o povo alemão jamais se esqueça do que ali ocorreu.

Stalingrado (atual Volgogrado)

Entre 17 de julho de 1942 e 2 de fevereiro de 1943, a cidade soviética de Stalingrado viveu um cerco que ficaria conhecido para sempre como a Batalha de Stalingrado, onde mais de 2 milhões de pessoas morreram.

A batalha mais sangrenta da História da humanidade se deu por conta da tentativa dos nazistas de tomar a cidade simbólica, que levava o nome do líder da União Soviética, Joseph Stalin.

Para não deixar que a cidade com o nome de seu líder fosse tomada pelas forças da Alemanha nazista (o que significaria um baque descomunal no moral do país), a União Soviética fez um esforço descomunal para conseguir reter o avanço das tropas inimigas.

Depois de meses de combates terríveis, e com mais de 2 milhões de mortos, entre soldados dos dois lados e civis, a cidade de Stalingrado, que atualmente se chama Volgogrado, finalmente conseguiu vencer o esforço alemão.

Stalingrado

Hiroshima e Nagasaki

O Japão já tinha declarado a sua rendição frente às forças dos Estados Unidos, se retirando da Segunda Guerra Mundial, num ato que colocava um ponto final no conflito que se desenrolava no chamado “palco” do Pacífico.

Mas a verdade é que, para mostrar força perante o novo inimigo, a União Soviética, os Estados Unidos decidiram “testar” sua mais nova arma, a bomba atômica, e com isto, duas delas foram despejadas em duas cidades japonesas: Hiroshima e Nagasaki, matando mais de 220 mil pessoas.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados