Colégio Web

É verdade que Dom Pedro I estava com dor de barriga no Dia da Independência?

Publicidade

Uma das curiosidades mais referidas e pouco cridas sobre o fatídico 7 de setembro no qual Dom Pedro I declarou a independência do Brasil, é a de que pouco antes do emblemático acontecimento histórico, ele teria sucumbido de um desconserto intestinal. Teria Dom Pedro de fato tido dor de barriga no Dia da Independência?

E o acontecimento é, de fato, verdadeiro! Dom Pedro I teve sim dores de barriga e precisou correr ao mato para se aliviar momentos antes de proclamar a independência do país. Enquanto isso seus homens (sua guarda era formada por fazendeiros e cavaleiros, entre outros) esperaram a 600 metros do local, acometidos de comiseração pela situação do futuro primeiro soberano do Império do Brasil. O Coronel Marcondes, que viria ser barão de Pindamonhangaba, afirmava que D. Pedro estaria com dor de barriga por razão de um alimento que comera no litoral paulista.

A Independência do Brasil e o imprevisto de D. Pedro I

Dor de barriga Dom Pedro

A Independência do Brasil foi um processo longo que se estendeu por anos, fortemente ligado à transferência da corte portuguesa para o Brasil em 1808 devido aos conflitos entre Portugal e a França de Napoleão.

Laurentino Gomes, autor dos livros “1808” (onde são narrados acontecimentos envolvendo a corte portuguesa no Brasil entre 1808 e 1821) e “1822”, narra assim o acontecimento curioso:

“O destino cruzou o caminho de D Pedro em situação de desconforto e nenhuma elegância. Ao se aproximar do Riacho do Ipiranga as 16:30, O futuro imperador do Brasil  foi vítima de uma dor de barriga.”

Esse é trecho do livro “1822”, onde o autor se volta a contar sobre a Independência do Brasil, em todos os detalhes possíveis que permearam o acontecimento.

Conheça alguns outros fatos interessantes sobre a independência brasileira

Dom Pedro Barriga

Outro detalhe destacado conta que D. Pedro não estaria montado em um grande alazão e sim numa mula. Por isso aquela cena que você bem conhece do icônico quadro “Independência ou Morte” de Pedro Américo está um tanto exagerada para de fato, relembrar e celebrar o acontecimento de forma gloriosa

Com todo o cansaço da situação estressante de proclamar a independência de um país, somado à estado de desgaste devido às dores de barriga e constantes idas ao mato, você pode se perguntar se também é verdade que ele ainda teve pique para compor o Hino da Independência naquele mesmo 7 de setembro. Sim, claro que não! O hino já estava pronto com antecedência e era programado que se cantasse naquela noite.

Outra grande questão é se da fato comemoraríamos a Independência no dia 7 de setembro, dia do grito. Também se considerava a possibilidade de se comemorar nos dias 12 de outubro ou 1º de dezembro, dia da aclamação e dia da coroação de Dom Pedro I, respectivamente.

E já que estamos confirmando e desmentindo, vale dizer também que o grito não foi dado às margens do Rio Ipiranga, e sim numa colina nas proximidades dele.

Por fim, para encerrar a questão da dor de barriga, um chá de goiabeira aliviou a diarreia do futuro imperador brasileiro.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados