Colégio Web

Como se deu a invenção da pólvora

Publicidade

Durante muito tempo, por milênios, na realidade, a humanidade precisou usar de técnicas e artifícios para se manter viva diante a guerras e conflitos.

Com isso, ela precisou ir em busca de se organizar de uma maneira ainda mais complexa para sobreviver e para isso se juntaram em tribos e pequenas comunidades em busca de uma invenção.

As primeiras cidades existentes no mundo todo foram alvo de diversos conflitos e foram estes que deram origem às guerras mais conhecidas da história. E para isso o povo foi em busca de inventar algo que pudesse os proteger, e uma dessas invenções que existem até hoje é a pólvora.

Neste artigo você vai saber de onde surgiu a pólvora, o que é, quais são os tipos existentes e para que servem, além de curiosidades e muito mais. Confira agora!

Como surgiu a pólvora

Polvora

Devido a todos os conflitos em diversos cantos do mundo que começaram a tomar proporções maiores ao longo do tempo, dando origem às primeiras sociedades guerreiras, todos se viram no direito de combater.

Assim, foi durante o século XII em que a pólvora começou a ser usada. A população dos assírios e também de quem vivia na Mesopotamia começou a utilizar principalmente armas brancas, catapultas, fogo e muito pouco faziam o uso de algum tipo de explosivo com enxofre, como é o caso da pólvora.

O surgimento da pólvora aconteceu entre os chineses, na Idade Média e com elas foi capaz de mudar a história das guerras.

O que é a pólvora

A pólvora é conhecida também como pólvora negra desde o fim do século XIX. Ela é uma substância capaz de queimar facilmente e por isso é muito utilizada em armas de fogo e também na realização de fogos de artifício.

Por queimar tão rápido é que ela foi inventada principalmente pensando em combater conflitos e guerras. Existem no total dois tipos: a pólvora negra e também a sem fumaça.

Como se deu a invenção da pólvora

Curiosidades da pólvora no seu surgimento

Foi entre os séculos X e XIII que o uso da pólvora passou a ser mais sofisticado e até mesmo foi usada para compor verdadeiras engenhocas que disparavam artefatos sólidos. Esses artefatos eram compostos por pequenas pedras que tinham um formato esférico, também utilizadas em foguetes e até mesmo canhões.

Essas engenhocas eram feitas de tronco de bambu que expelia a pólvora. Nelas eram colocadas a pedra de pólvora dentro de um orifício, ateando fogo  e depois esperando a explosão.

A pedra era capaz de atingir vários alvos e ainda conseguia perfurar com uma distância de até mesmo 50 metros. Muitos desses canhões e foguetes que disparavam pólvora levavam consigo algumas misturas químicas e venenosas, como o arsênico e também o mercúrio. Era na verdade o marco do início de uma revolução militar.

A pólvora chegou na Europa justamente na transição da Idade Média para a Idade Moderna, durante a época dos mercadores que provocou o surgimento dos primeiros rifles e canhões mais modernos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados