Colégio Web

Brasília: a capital do Brasil é uma cidade planejada

Saiba como foi o planejamento do berço da política brasileira

A construção de Brasília

Publicidade

A sociedade brasileira e a classe política vivenciaram, no período de 1950, um dos acelerados processos de modernização da economia do país. Naquele momento, esse era um dos aspectos de fundamental importância para a discussão dos rumos do Brasil.

A força de crescimento do povo brasileiro já havia dado seus fortes sinais desde o período da Era Vargas. Em 1930 e 1945, com o processo industrialização, as cidades cresciam e experimentavam os resultados do fortalecimento econômico. De acordo com os especialistas, tal crescimento era explicado pela adoção de uma política desenvolvimentista implantada no país e bem recebida pela população.

Com a chegada de um presidente que muito marcou na história do país, o famoso Juscelino Kubitscheck, a modernização brasileira foi intensificada, pois essa era uma das marcas do conhecido JK.

50 anos em 5

O objetivo de Juscelino Kubitscheck era tão bem definido, que ele ambicionou um dos projetos mais ousados já pensado para o Brasil: o famoso crescimento dos “50 anos em 5”. Com essa marca, JK pretendia fazer em cada ano do seu mandato um grande passo na economia e desenvolvimento da nação. Cada ano, para ele, seria representado por avanços de longos 10 anos.

Um dos itens desse novo projeto era a construção de uma capital para o Brasil. Naquele período, a capital brasileira funcionava no Rio de Janeiro. E para construir essa capital, que seria totalmente planejada, um ator foi a principal peça: o arquiteto Oscar Niemeyer.

Juntamente com o urbanista Lúcio Costa, eles pensaram todo o projeto da nova capital brasileira. Juntos, eles construíram um arrojado projeto arquitetônico que fez inveja às antigas plataformas utilizadas pelas capitais europeias. No projeto da nova capital, a curva ganharia expressão. As formas eram verdadeiras preciosidades no mundo da Arquitetura. Assim surgia Brasília, a capital do cenário político brasileiro.

Principais equipamentos arquitetônicos

Hoje, quando observamos o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e vários outros espaços da cidade de Brasília já encontramos tudo muito pronto. O mais interessante é destacar que cada um desses equipamentos passou pelo papel, pelo desenho. Outra característica da cidade planejada foi a gama de vias e quadras em uma cidade que se organiza por setores. Os especialistas explicam que Brasília possui um dos mais eficientes sistemas de endereço.

Principais equipamentos de Brasília

O mega projeto de construção de Brasília também gerou uma grande dívida para o país. Por outro lado, o trabalho de levantamento de uma cidade também impacta na geração de milhares de emprego. O problema aconteceu depois da finalização da obra. Para onde iriam tantos trabalhadores? Muitos deles se organizaram em pequenas cidades próximas a Brasília. Daí foi que surgiram as chamadas cidades satélites.

Em que pese a capital do país ser um importante marco do desenvolvimento, também é necessário avaliar os impactos dessa inovação. E mais: hoje, todo o cenário político brasileiro é articulado nessa cidade. E em Brasília que grandes decisões são tomadas para afetar a vida de milhões de brasileiros.

É preciso que cada cidadão esteja consciente do papel desse equipamento, especialmente porque ele foi construído graças à contribuição de cada um de nós.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados