Colégio Web

Guerra dos Seis Dias

Publicidade

Foi um conflito que começou na manhã de 5 de junho de 1967. Esta guerra envolveu Israel, que contava com o apoio dos Estados Unidos contra o Egito, a Jordânia e a Síria. Israel conquistou a península do Sinai, a Faixa de Gaza, a Cisjordânia e as colinas de Golã. 

Dez anos após o conflito árabe-israelense de 1956, o Egito voltou a ocupar o deserto do Sinai. 

No ano de 1967, o líder egípcio Nasser, armou um esquema para fazer com que a Síria e a Jordânia mobilizassem suas tropas para apoiá-lo em caso de um revide israelense. 

Na manhã de 5 de junho, a Força Aérea Israelense (FAI) executou um ataque coordenado às principais bases aéreas do Egito destruindo quase todos os seus aviões no solo e inutilizando as pistas. 

No decorrer da guerra, a FAI conseguiu derrotar 350 aviões árabes foi derrotado somente 31 deles. 

No Sinai, o exército egípcio tinha sete divisões e cerca de 950 carros de combate, distribuídos em posições defensivas.
O Exército israelense montara a Operação Lençol Vermelho, realizando a guerra-relâmpago. 

No dia 8 de junho, os israelenses armaram uma embocada exterminando 60 tanques, 100 canhões e 300 veículos. 

Para reabrir o estreito de Tiran, foi enviado um grupo de combate para o sul da península, com o objetivo de encontrar-se com uma força de pára-quedistas que saltara em Sharm-el-Sheikh, mas não houve luta, pois a guarnição egípcia havia batido em retirada. 

Excepcionalmente na história das guerras, houve uma vitória tão ampla foi conquistada em tão pouco tempo, forma apenas quatro dias para vencer um exército de sete divisões.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados