Colégio Web

Guerra da Criméia

Entre 1853 e 1856 a região da Crimeia viveu momentos de guerra, que corresponde atualmente à área da Ucrânia no espaço do mar Negra. Próxima dos Balcãs e do sul da Rússia, passou por ligações com França, Reino Unido e Piemonte-Sardenha onde hoje está situada a Itália. Coligações turcas e otomanas foram formadas com os anglos e francos para conter o império russo que usou o poder do czar Nicolau I para chegar inicialmente onde hoje está localizada a Romênia. Os turcos enfrentaram os russos e concluiu o combate em Sinope, na Ucrânia.

Publicidade

Sem querer que o povo russo ganhasse força, o povo turco firmou aliança com outros povos até conseguir, em 1854, expulsar as tropas russas. Por outro lado,

os britânicos achavam que as bases russas ainda poderiam representar ameaças. Por conta disso, os ingleses se juntaram aos franceses e invadiram a Crimeia em 1856.

Apenas em 30 de março daquele mesmo ano foi assinado um acordo para fim do conflito. Alexandre II da Rússia, o novo czar, fez novos acordos e tirou as forças navais do mar Negro.

 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados