Colégio Web

Gerador ideal

Publicidade

gerador ideal 

Se a resistência interna do gerador é nula (r = 0), o gerador é chamado de gerador ideal, pois não dissipa energia. Nesse caso (que não ocorre na prática), a ddp entre seus terminais é igual à sua força eletromotriz (f.e.m):

r = 0 U = E 

Força eletromotriz do gerador (f.e.m) – É dada pelo quociente entre o trabalho (τ) realizado para transportar uma carga ∆Q  de um pólo a outro de um gerador. A f.e.m é representada pela letra E.

Unidade da f.e.m – Como a f.e.m representa um acréscimo de energia à carga que atravessa o gerador, a sua unidade, no SI, é o volt.

Observação: a chamada f.e.m de um gerador, na verdade, não é uma força, e sim uma diferença de potencial que o gerador poderia fornecer se não houvesse perdas dentro do próprio gerador. Como essas perdas são inevitáveis, pois o gerador também oferece uma resistência à passagem da corrente, a diferença de potencial fornecida é sempre menor do que aquela originária do trabalho do gerador (por causa disso, representaremos um gerador sempre acompanhado de um pequeno resistor). 

É um muito importante lembrarmos que quando a corrente elétrica está dentro do gerador, ela não é considerada espontânea, mais sim forçada, sendo assim ela faz seu percurso no sentido do menor para o maior potencial. 

Lembre-se que a tensão (U), que está entre dois pólos A e B, do gerador ideal, é igual a sua força eletromotriz, temos: 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados