Colégio Web

Por que a Catalunha quer independência?

Publicidade

A independência catalã tem sido assunto em todo o mundo nos últimos tempos, pelas reivindicações frequentes sobre a liberdade da Catalunha ou dos Países Catalães contra Espanha e França, assumindo sua postura como nação frente até à União Europeia. Além da polêmica que relaciona a plenitude cultural, econômica, social e política da Catalunha, diversos outros fatores se referenciam na disputa pela independência da mesma, pensando também em conceitos históricos, nos seus direitos civis, nas diferenças linguísticas, entre muitos outros conceitos.

Os Países Catalães, que seriam Comunidade Valenciana, Ilhas Baleares, Rossilhão na França (ou Catalunha Norte), Faixa de Aragão, El Carxe (comarca de Múrcia) e Alguer (localizada na Sardenha, Itália), formariam juntamente à Comunidade Autónoma da Catalunha um Estado confederado catalão, independente e ativa na vida política catalã, sem seguir a influência espanhola em seu dia a dia político.

Por que ser independente?

Catalunha

Os separatistas catalães referenciam a tentativa de independência como uma chance de reforçarem sua identidade, fortalecendo sua cultura, seu idioma (uma língua latina, o catalão, que não é um tipo de espanhol) e sua economia. A Catalunha contribui com boa parte da arrecadação financeira espanhola, e segundo os mesmos, a crise financeira mundial da década passada refletiu-se na miséria em Catalunha graças aos projetos do Estado espanhol, que se concentram apenas na produção catalã, e não em seus princípios.

Com alto grau de autonomia, o presidente da Catalunha, Artur Mas, incentiva a independência da região como nação, para que assim os catalães possam prosperar como Estado e administrar sua identidade cultural própria.

Referendo sobre a independência

O presidente do governo autônomo da Catalunha chegou a um acordo com partidos favoráveis ao separatismo (principalmente com a Esquerda Republicana da Catalunha, ou ERC, que é a mais influente na corrente política de nacionalismo e independência catalã) para marcar um referendo que vai consultar entre o povo catalão se há ou não a vontade de se tornar um Estado independente.

As duas perguntas feitas serão se querem que a Catalunha seja um Estado e se querem que esse Estado seja independente. O referendo é convocado hoje para 9 de Novembro de 2014.

Cataluna

Reflexo europeu

Independentes não só culturalmente, mas também socioeconomicamente, os catalães poderão trabalhar sobre a miséria que alastra regiões do estado autônomo desde a crise financeira que levou a Espanha a sugar seus recursos. Ainda, poderão ter forte influência junto à União Europeia, respeitando os direitos e vontades dos catalães.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados