Colégio Web

Há riscos de termos vulcões no Brasil?

1Muito esporadicamente ouvimos falar de pequenos sinais de vulcões em regiões muito específicas do Brasil. Com uma área tão imensa como a nossa, será que corremos risco de enfrentar a fúria dos vulcões? Com superfícies bastante variadas de relevo, há chances de tal fenômeno se tornar frequente em nosso solo? Pois senão: planície, chapada, serra e tantas outras modalidades de formatação da terra em que pisamos. De acordo com os estudiosos, os riscos de processos vulcânicos no Brasil são muito reduzidos. O vulcanismo não se instala no país, justamente por duas questões bem específicas. Vamos saber quais são?

Publicidade

Ausência de placas: os territórios brasileiros situam-se em áreas que não permitem os encontros de placas tectônicas. Seria justamente nessas áreas que poderíamos observar fenômenos vulcânicos. É isso o que acontece no restante do planeta.

Formações antigas: outro fator que explica o fato da inexistência de vulcões está no próprio período de maturação do relevo brasileiro. As formações geológicas são antigas, com registros das eras Arqueozoica e Proterozoica. E você sabe o que elas significam? Verdadeiros bilhões de anos. Há informações de que num tempo distante até foram observados vulcões nessas áreas, mas que acabaram ficando por muito tempo na exposição de variados agentes externos: água, vento, clima etc.

O que já presenciamos?

2Há muita boataria sendo colocada a respeito do assunto, mas na verdade esses dados não passam de confusões. Que acabam amedrontando e confundindo a população. É o caso de problemas com vulcões ativos na região de Santos, no estado de São Paulo. Outra história parecida foi colocada a respeito um bairro paulista, conhecido como Macuco, em função de gases bastante quentes que estiveram em exposição no ano de 1896. Ao final das pesquisas, descobriu-se que se tratava de um mero poço artesiano.

Até mesmo os últimos boatos que dão conta de indícios vulcânicos na região de Poços de Caldas, no estado de Minas Gerais, também não se confirmaram. Os cientistas estiveram na região e já comprovaram que é um espaço de origem vulcânica, mas totalmente inativo.

Aquecimentos, diferentes tipos de fenômenos geográficos na região ou mesmo novos fenômenos observados em tais ambientes não podem ser colocados de forma tão grosseira como indicadores de surgimento de vulcanismo. Por sorte, os estudos sobre os vulcões em todo o mundo estão avançados o suficiente para fazer com que descartemos tais invenções. O ideal, quando do surgimento de tais notícias, é se valer de fontes confiáveis.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados