Colégio Web

Guiana e Suriname: dois países esquecidos da América do Sul

Publicidade

A Guiana é um país da América do Sul, localizada ao extremo norte do continente, com um território de mais de 214 mil km². Sua capital é Georgetown, e seu clima é tropical no norte e equatorial no sul.

Antes de ser colonizada, sua região era habitada por arauaques, caraíbas e uaraus. Cristóvão Colombo chegou nesse território no séc. XV, mas a colonização só começou com os holandeses da Companhia das Índias Ocidentais em 1621.

Em 1814, a Guiana passou a ser dominada pela Inglaterra, sendo a única colônia britânica da América do Sul. Ela se tornou independente em 1966, quando se integrou à Comunidade Britânica, que era formada pelo Reino Unido e suas antigas colônias.

Economia em Guiana

Os principais produtos agrícolas são mandioca, arroz, cana-de-açúcar e frutas. Toda a economia é baseada no setor primário.

O setor industrial é pouco desenvolvido, dependendo de investimentos estrangeiros e tendo um baixo nível tecnológico.

A mineração tem uma grande importância na economia desse país, com a bauxita sendo o mineral de maior destaque.

Em 2011, o PIB era de US$2,05 bilhões.

População de Guiana

A população da Guiana chega a 762.498, sendo que a maioria são homens. A maior parte é indiana, seguida por afro-americanos e eurameríndios.

A principal religião do país é o cristianismo, com presença do hinduísmo e do islamismo.

 Guiana e Suriname

Essa nação tem um território de 163.265 km², e sua capital é Paramaribo. Antes da chega dos espanhóis, a região era habitada por índios aruaques, tupis e caraíbas.

A Inglaterra foi o primeiro a colonizar o local, mas acabou por cedê-lo à Holanda. Em troca, eles ficaram com Nova Amsterdã, onde atualmente se situa a cidade de Nova York.

Os holandeses começaram usando mão de obra escrava para a exploração da terra, mas com a abolição da escravidão em 1863, eles passaram a usar a mão de obra de indianos, chineses, indonésios e imigrantes.

O país se tornou independente em 1975, trocando o nome de Guiana Holandesa para Suriname. Durante a maior parte da década de 80, a região foi governada por uma ditadura militar.

Houve uma profunda crise econômica quando os Estados Unidos e a Holanda cortaram a ajuda fiscal após a morte de 15 civis pelo governo. Em 1987, acabou a ditadura, mas ela voltou ao poder através de um novo golpe em 1990.

Suriname e Guiana firmaram um acordo para a exploração do petróleo e do gás de forma conjunta em 2001.

Economia em Suriname

O motor da economia do país é a produção de ouro, bauxita e a exportação de alumínio. O setor industrial tem como principal função a transformação de madeira e minérios. Sua produção de petróleo é promissora.

Em 2005, o PIB do país era de US$1,3 bilhão.

População de Guiana

Em 2001, a estimativa da população do Suriname era de 492 mil pessoas, formada por indianos, eurafricanos, javaneses, afro-americanos, ameríndios, chineses e outros, respectivamente.

As principais religiões são cristianismo, hinduísmo, islamismo respectivamente. E o IDH era de 0,646 em 2010.

Suriname Guiana

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados