Colégio Web

Córsega: a verdadeira joia do Mediterrâneo

Publicidade

Muita gente, quando olha para a França, acaba sempre apontando como os seus melhores destinos lugares como a capital Paris, ou cidades como a cosmopolita Marselha ou a viticultora Bordeaux.

Mas o que pouca gente se lembra, é que faz parte do território francês uma ilha que já foi berço de Napoleão Bonaparte e que pode apresentar algumas das paisagens mais belas de toda a Europa: a Córsega.

Uma ilha repleta de História

Córsega

Antes de qualquer coisa, ao falarmos da Córsega, temos que sempre nos lembrarmos de que se trata de uma ilha repleta de muita História, e não apenas por ter sido o local de nascimento de Napoleão, mais precisamente em Ajaccio, a capital da ilha.

A Córsega, ao contrário do que pensam os desavisados, não está na zona territorial da França, estando mais próxima geograficamente da Itália, de quem fez parte até o ano de 1768, quando foi invadida por tropas francesas.

Desde então, a Córsega passou a ser uma ilha francesa, o que não significou, de modo algum, que houve sempre uma satisfação por parte dos habitantes da ilha com tal condição, já que até hoje, há um desejo de boa parte da população corsa de se tornar independente do jugo francês.

Administrativamente, a Córsega é divida em duas: Alta Córsega e Córsega do Sul, sendo que a capital da primeira é a cidade de Bastia, que é a segunda mais populosa da ilha, enquanto que a capital da segunda é Ajaccio, que também é a capital da ilha.

A gastronomia e os vinhos

Com vastas regiões montanhosas habitadas por pastores e fazendeiros, a Córsega apresenta uma grande quantidade de rebanhos de cabras, vacas e também de porcos, que produzem algumas iguarias gastronômicas das mais apreciadas.

Dentre elas, podemos destacar o famoso queijo de cabra corso, que está entre os mais saborosos do mundo todo, bem como os salames feitos com carne de porco corso, que são deliciosos.

Há também uma boa produção de vinhos na Córsega, sendo que alguns dos vinhos estão entre os mais apreciados especialmente por serem produzidos de modo artesanal e por não possuírem rótulos.

Corsega

Turismo

Com um terço de seu território protegido e fazendo parte de um parque nacional, a Córsega também recebe turistas vindos do continente todos os anos durante o seu curto verão.

As pessoas chegam principalmente de barco, sendo que muitos navios de passeio pequenos e médios e muitos transatlânticos atracam na costa da bela ilha, que é uma verdadeira joia do Mediterrâneo.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados