Colégio Web

Como se organizam os setores da economia?

2A pauta econômica está cada vez mais presente no ano de 2015. Em todo o mundo, fica cada vez mais próxima da nossa realidade a ideia de que a economia está sim influenciando em toda a nossa vida. Afinal de contas, todos estamos envolvidos com a produção, o consumo de bens, ideias e mercadorias.

Publicidade

Mas, como a economia se organiza? Existem diferentes setores? Ela fica organizada a partir do setor primário, secundário e terciário. Nesse esquema, dá para visualizar bem como um produto é explorado em um espaço natural para depois ser industrializado e transformado em um bem a ser consumido. Quer conhecer como tudo isso acontece? Fique ligado!

Setores primários: são áreas em que os indivíduos vão retirar os elementos da natureza por meio de processos extrativistas. Ou ainda onde ocorrem o cultivo de alguma matéria-prima. É o caso dos espaços agropecuários. Dessa forma, tudo aquilo que é produzido no setor passa a ser chamado de produto primário. A produção de café ou mesmo a extração de prata e ouro se enquadram nesse perfil.

Setores secundários: são espaços responsáveis pela transformação das matérias-primas em produtos industrializados. É onde ocorre a produção industrial. Exemplos: refinos, empacotamentos, moagem e finalização dos produtos originados a partir dos grãos de café. Ou: espaços de produção e finalização de joias.

Setores terciários: onde ocorrem as transações comerciais e as ofertas de serviço. É o setor da economia que faz o diálogo mais próximo do consumidor. É o caso de um supermercado, empresa de vigilância e etc. O setor terciário também responsável por dar conta de aspectos não necessariamente palpáveis como educação, turismo, administração público, transporte e outros serviços de interesse público.

Como cada país desenvolve os setores da economia

1Você já percebeu a importância da distribuição da economia a partir de setores, não é verdade? Não dá pra misturar tudo. Um país que tenha seus setores econômicos bem organizados e estruturados não vai ter dificuldade para estabelecer diálogos em momentos de crise. Já algumas economias mundiais acabam sofrendo porque algum setor acaba sendo mais pujante do que outro. Esse desequilíbrio não levará a bons resultados. Um país subdesenvolvido, por exemplo, vai ter maior concentração no setor primário. Assim, não desenvolve-se o suficiente para oferecer serviços de qualidade. Por exemplo, na área educacional. Esse desnível prejudica toda a qualidade de vida da população.

Quando um país emergente ou desenvolvido é analisado, percebe-se claramente que a maior parte dos investimentos estão no setor terciário. Isso faz com que toda a comunidade daquela nação seja beneficiada.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados