Colégio Web

O que é Dinâmica?

Publicidade

A parte da física que estuda as forças recebe o nome de Dinâmica. Sabemos que utilizamos forças em quase tudo que realizamos e quase a todo o momento, como, por exemplo: arremessar uma bola, carregar uma mala, pedalar uma bicicleta, levantar uma criança no colo e tantos outros movimentos que fazemos todos os dias.

Podemos definir como força toda a ação capaz de produzir ou de modificar um movimento causando uma deformação.

Dinâmica

Para calcularmos o quanto utilizamos de força para determinada tarefa, usamos instrumentos que servem para medição. Esses instrumentos são chamados de dinamômetros. Eles são instrumentos que utilizam como peça fundamental uma mola principal que, de acordo com sua flexão, realiza o cálculo da força utilizada.

Podemos distinguir quatro elementos em uma força. Esses elementos são:

  • Ponto de aplicação: é o local onde aplicamos a força;
  • Direção: é a trajetória realizada pela força;
  • Sentido: é a orientação da força;
  • Intensidade ou módulo: é o valor numérico que indica a grandeza do esforço realizado.

Podemos classificar a força quanto à direção:

  • Mesma direção com mesmo sentido.
  • Mesma direção com sentidos opostos.
  • Concorrentes ou angulares.

Exemplificando a classificação de força podemos mencionar a gangorra, o saca-rolha e uma carroça sendo puxada por dois animais como forças paralelas, duas pessoas puxando um mesmo objeto (mesma direção e mesmo sentido), a brincadeira de “cabo de guerra” (mesma direção com sentidos opostos).

As unidades de medidas de força mais comum são dina(d), Newton (N), quilograma-força (Kgf). De acordo a força aplicada, o dina possui menor valor, seguido de Newton e a maior o quilograma-força.

Podemos aplicar não apenas uma força em determinado local, mas várias forças. Chamamos de componente apenas uma das forças envolvida, e de resultante a força produzida por todas as forças juntas.

Força

Representação gráfica da Força

Podemos representar a força graficamente por meio de um segmento de reta orientado. Esse segmento de reta definiu como vetor partindo do princípio que:

  • O ponto zero (0) é o ponto de aplicação, ou seja, o local onde aplicaremos a força.
  • A direção segue o segmento 0F (horizontal).
  • O sentido é o indicado pela seta que se deve entender da esquerda para a direita.
  • A intensidade é calculada pelo maior ou menor segmento 0F.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados