Colégio Web

Figuras de linguagem

Publicidade

2. Figuras de linguagem

As figuras de linguagem são recursos empregados no texto para valorizá-lo e realçar a expressão da mensagem.

São classificadas em:

– Figuras de Palavra.
– Figuras de Pensamento.
– Figuras de construção ou sintaxe. 

Figuras de Palavras

“As figuras de palavras consistem no emprego de um termo em um sentido diferente daquele em que esse termo é convencionalmente empregado.”

Veja abaixo os tipos de figuras de palavras:

Antonomásia
Alegoria
Catacrese
Comparação
Metáfora
Metonímia
Sinédoque
Sinestesia 

Antonomásia 

É a figura de linguagem que substitui o nome de algum lugar ou pessoa por outra palavra que o identifique (apelido). 

Exemplo

Rei da Selva: Leão.
O Rei do futebol: Pelé.
Terra da garoa: São Paulo 

Alegoria 

É uma figura de linguagem que usa uma palavra para dar a idéia de outra palavra. É comumente confundida com a metáfora, mas a alegoria vai muito além da comparação. 

Exemplo

“A vida é uma ópera e uma grande ópera. O tenor e o barítono lutam pelo soprano, em presença do baixo e dos comprimirás, quando não são o soprano e o contralto que lutam pelo tenor, em presença do mesmo baixo e dos mesmos comprimirás. Há coros a numerosos, muitos bailados, e a orquestração é excelente…” 

(Machado de Assis)

“A vida é um grande poema em estrofes variadas; umas em opulentos alexandrinos de rimas milionárias; outras, frouxas, quebradas, misérrimas, mas o refrão é um para todas, sempre o mesmo: morrer.” 

(Coelho Neto)

Comparação 

A comparação ocorre quando dois elementos que se identificam são aproximados por conectivos comparativos explicitos: assim como, tal como, que nem, feito; ou pelos verbos: parecer, assemelhar. 

Exemplo

A criança dançava feito uma bailarina.
Isabel é tão bela como uma flor. 

Metáfora 

Metáfora é uma figura de palavra em que um termo substitui outro em vista de uma relação de semelhança entre os elementos que esses termos designam. 
Pode ser compreendida como uma comparação abreviada, no qual o conectivo comparativo e a qualidade comum ficam subentendidos, e a semelhança entre os dois elementos torna-se unicamente mental. 

Exemplo

“O tempo é uma cadeira ao sol, e nada mais” (Carlos Drummond de Andrade) 

Metonímia

Metonímia é a figura de palavra que consiste na substituição de um termo por outro, em que a relação entre os elementos que esses termos designam não depende exclusivamente do indivíduo, mas da ligação objetiva que esses elementos mantêm na realidade.

Diferentemente da metáfora, que substitui um termo por outro porque a imaginação e a subjetividade do emissor estabelecem uma relação de semelhança entre os dois termos, a metonímia estabelece uma relação de dependência entre esses dois termos e mantém uma relação de implicação mútua. 

Normalmente, a metonímia ocorre quando empregamos: 

– O efeito pela causa e vice-versa:
Os cabelos brancos chegaram antes do esperado. (o que chegou foi a velhice) 

– O nome do autor pela obra:
Elisa adora ler Clarice Lispector. (ela lê a obra de Clarice Lispector) 

– O abstrato pelo concreto e vice-versa:
Cláudio é um homem sem coração. (sem sentimento, sensibilidade) 

– O continente pelo conteúdo e vice-versa: Bebi duas garrafas de cerveja. (não tomou a garrafa, e sim a cerveja) 

– O lugar de origem ou de produção pelo produto:
Ganhei uma garrafa do legítimo porto. (ganhou uma garrafa de vinho da cidade do Porto)

– O símbolo pela coisa simbolizada: – Caiu a máscara da funcionária. (foi desvendado o fingimento, falsidade da funcionária)

Catacrese 

Geralmente utilizada quando não há um termo específico para designar um determinado conceito, e usamos outra palavra que acaba perdendo o seu sentido original. É uma expressão comum, presente no cotidiano de todos os falantes da língua, tornando-se uma metáfora trivial. 

Exemplos

Os pés da mesa.
Céu da boca.
Maçã do rosto.
Manga da camisa.
Dente de alho.
Cabeça do alfinete. 

Sinestesia 

Do mesmo modo que a metáfora, a sinestesia relaciona elementos de universos diferentes. Geralmente, une sensações psicológicas (subjetivas) com as sensações físicas (tato, audição, visão, gustação e olfato). A sinestesia estabelece a aproximação de diferentes sensações, numa mesma expressão. 

Exemplos

Dentro da capela escutava-se uma melodia azul.
Com uma voz amarga a mulher se lamentava.
Seu perfume tem um cheiro doce.
 

Sinédoque 

Sinédoque é uma figura de linguagem que consiste em substituir um termo por outro, ampliando ou reduzindo o sentido real da palavra numa relação quantitativa. 

A sinédoque ocorre quando trocamos: 

– a parte pelo todo e vice-versa:
A cidade inteira viu assombrada, de queixo caído, o pistoleiro sumir de ladrão, fugindo nos cascos de seu cavalo. (J. Cândido de Carvalho) 
(cidade inteira: o povo)
(cascos: parte das patas) 

– o singular pelo plural e vice-versa:
O brasileiro é otimista.
(brasileiro: todos os brasileiros) 

– o indivíduo pela espécie:
Para os artistas ele foi um mecenas.
(mecenas: protetor) 

Figuras de harmonia 

Figuras de harmonia ou figuras de som são os efeitos produzidos na linguagem pela repetição de sons ou pela imitação dos sons produzidos por ser ou coisas. 

São elas: 

• Aliteração
• Assonância
• Paranomásia
• Onomatopéia 

Aliteração 

A aliteração é a repetição da mesma consoante ou de consoantes parecidas, normalmente no início da palavra. 

Chove chuva choverando”
(Oswald de Andrade) 

Vozes veladas, veludosas vozes,
Volúpias dos violões, vozes veladas,
Vagam nos velhos vórtices velozes
Dos ventos, vivas, vãs, vulcanizadas.”
(Cruz e Souza)

Assonância 

A assonância é a repetição da mesma vogal no decorrer de uma frase, verso ou poema.

Sou Ana, da cama
Da cana, fulana, bacana
Sou Ana de Amsterdam. 

(Chico Buarque)

A mágica presença das estrelas!
(Mario Quintana) 

Paranomásia 

Paranomásia é a aproximação de palavras com sons parecidos mas com significados diferentes.

Berro pelo aterro pelo desterro berro por seu berro pelo seu erro
quero que você ganhe que você me apanhe
sou seu bezerro gritando mamãe. 

(Caetano Veloso) 

Onomatopéia

A Onomatopéia é uma palavra ou conjunto de palavras imitando sons ou ruídos.

Sentado na sala de espera escutando o tic-tac do relógio. 

     

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados