Colégio Web

O comércio e as crises da Baixa Idade Média

Publicidade

2. O comércio e as crises da baixa idade média

A Baixa Idade Média foi um período que se estendeu do século XI ao século XIV, marcado pelas transformações do feudalismo, como o fim dos trabalhos de servidão, e o comércio se tornou ainda mais forte, a burguesia começou a aparecer e a política e a economia ficaram mais centralizadas. 

Nesse período a Arte era utilizada para o ensino dos fiéis, ou seja, os bispos e o clero (Igreja) financiavam a arte, e muitas vezes a população era analfabeta, e por isso usavam a arte visual e a palavra falada para o ensino. 

Depois das invasões dos bárbaros, para a própria segurança, construíram castelos medievais como grandes muralhas para que ficassem mais protegidos
As obras de arte eram bastante reconhecidas nesse período, pois retratava o que os camponeses e os povos passavam, ou muitas vezes representavam o simbolismo através da pintura, usavam a Arte para a representação de uma fotografia. 

Depois da pintura, velaram também a tapeçaria, que retravam também o que acontecia naquela época; passou por vários períodos desde o românico até o gótico.
Com as migrações (século X), ocorreu um grande crescimento em todas as áreas, comercial, rural e até mesmo tecnológico, as Escolas e as Universidades foram surgindo, para que houvesse um maior conhecimento de seus povos e sua história, começou o processo de tradução de documentos, com isso, a tecnologia, a matemática a Medicina e etc., foram se desenvolvendo.

Em 1100, teve início o renascimento do século XII, período que também ficou conhecido como a Revolução Industrial da Baixa Idade Média, pois houve um aumento no número de invenções e importação de tecnologias. Nesta época, a população da Europa Ocidental também passou por transformações culturais, políticas, sociais e econômicas.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados