Colégio Web

A herança cultural

Publicidade

A herança cultural

 
A importância da arquitetura egípcia pode ser observada pela grandiosidade dos templos, túmulos, pirâmides e palácios. 

Carnac e Luxor são templos egípcios que representam a interligação entre arte e religião. Suas características mais marcantes são as estátuas de deuses e faraós apresentadas de forma sólida, as decorações eram esculpidas e pintadas de modo que descrevesse um episódio relacionado com a imagem. 


Templo de Luxor

O contexto da vida cotidiana e da Natureza era retratado na pintura egípcia, e geralmente essas obras eram seguidas por hieróglifos explicativos. 

A literatura surgiu com a descoberta da escrita. Através de três sistemas distintos de escrita (hieroglífica, hierática e demótica) os egípcios concluíram obras religiosas, bem como a literatura popular de lendas e contos. O Livro dos Mortos é um exemplo de obra religiosa. 

A escrita ideográfica (representação direta das idéias através de imagens, símbolos e sinais) foi desenvolvida no Egito e a sua evolução gerou o alfabeto fonético pelos fenícios.

A escrita egípcia foi decifrada por Jean-François Champollion, que através da análise e comparação dos diversos tipos de escrita determinou um método de leitura dos hieróglifos, e deu origem a uma nova ciência, a Egiptologia

A Astronomia e a Matemática foram as primeiras ciências que se desenvolveram no Egito a partir do momento que elas se tornaram necessárias para os egípcios, como exemplo temos o calendário e os cálculos matemáticos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados