Colégio Web

A Alemanha e sua evolução

Publicidade

A Alemanha e sua evolução


Antes da Segunda Guerra Mundial, o povo alemão estava unido num único Estado: a Alemanha. Como o término do conflito, o país, derrotado, foi ocupado pelos vencedores e divido em dois Estados: a República Federal da Alemanha – alinhada com o Ocidente -, a oeste, e a República Democrática Alemã – alinhada com os países socialistas, a leste. Após mais de 40 anos, em 1990, as duas Alemanha foram reunificadas, formando uma nova entidade política e social. 

Nos anos que se seguiram ao fim da guerra, os Estados Unidos destinaram bilhões de dólares para que, em pouco tempo, a economia da Alemanha Ocidental fosse reerguida. A intenção dos EUA era colocar o país em condições de se opor à expansão econômica soviética na Europa. Para a rápida recuperação da indústria alemã contribuiu também uma política de “trabalho rígido”, que permitia a produção de capitais para investimentos. 

Outra importante ajuda à Alemanha Federal veio da disponibilidade de milhões de indivíduos, que muitas vezes trabalhavam em turnos penosos e com baixos salários: eram os refugiados procedentes do setor soviético e imigrantes vindos da Itália, Espanha, Iugoslávia, Grécia e Turquia. Assim, em 1957, quando a República Federal entrou para a Comunidade Econômica Européia (CEE), já havia alcançado um lugar de destaque no continente; nos anos 70 e 80 o país se tornou, juntamente com os EUA e o Japão, um dos líderes da economia mundial. 

Também na República Democrática foi feito um notável esforço para reconstrução social e econômica do país.Enquanto, porém, a República Federal recebia significativas ajudas econômicas dos Estados Unidos, A República Democrática era obrigada a pagar enormes indenizações de guerra aos soviéticos. 

Além disso, naqueles primeiros anos após a guerra, a RDA teve de acolher milhões de lavradores e operários oriundos dos territórios alemães que haviam passado para a Polônia. E mais: perdeu milhares de técnicos, especialistas e intelectuais que fugiram para a Alemanha Ocidental. Sobre os escombros deixados pela guerra surgiram setores industriais antes inexistentes, como o químico e o siderúrgico. 

Em trinta anos a RDA se tornou o país mais desenvolvido do Leste europeu. Todavia, sempre existiram profundas diferenças entre as duas economias, motivo pelo qual o processo de integração foi lento e difícil. 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados